GPS Brasília comscore

Trump paga fiança de US$ 175 milhões e evita apreensão de imóveis

A fiança paga é apenas provisória e sentença ainda pode mudar. Entenda
Trump é provável candidato à presediência dos Estados Unidos nas eleições deste ano | Foto: Reprodução/ X
Trump é provável candidato à presediência dos Estados Unidos nas eleições deste ano | Foto: Reprodução/ X

Compartilhe:

O ex-presidente americano Donald Trump pagou uma fiança de US$ 175 milhões pelo caso em que é acusado de fraude civil, segundo documentos judiciais publicados nessa segunda-feira, dia 1º. Com isso, o republicano suspende a cobrança do pagamento de US$ 454 milhões a que foi sentenciado e evita que o Estado confisque seus bens para saldar a dívida, enquanto recorre do caso.

A fiança paga é apenas provisória. Caso a sentença seja mantida, Trump terá de pagar ao Estado o montante total, que cresce com juros diários. Mas, se Trump vencer na Côrte, ele não terá que pagar nada e receberá de volta o dinheiro investido agora.

“Conforme prometido, o presidente Trump pagou a fiança. Ele espera reivindicar os seus direitos em recurso e anular esse veredicto injusto”, disse uma das advogadas de Trump, Alina Habba.

Trump tinha o prazo de dez dias para depositar os US$ 175 milhões, conforme determinou um tribunal de recursos de Nova York ao concordar, no mês passado, em reduzir a fiança necessária para suspender a cobrança da sentença. Na ocasião, os advogados de Trump argumentaram que era “uma impossibilidade prática” conseguir pagar os US$ 454 milhões mais juros que ele devia.

Até a decisão do tribunal, a procuradora-geral de Nova York, Letitia James, estava preparada para iniciar esforços para cobrar a sentença, possivelmente confiscando algumas das principais propriedades de Trump. James, uma democrata, moveu a ação em nome do estado.

Últimas

Política