GPS Brasília comscore

Movimentação de carga ferroviária em 2023 é a maior desde 2018

Em 2023, foram movimentadas 530,6 milhões de toneladas úteis
Foto: Reprodução/Ministério da Infraestrutura

Compartilhe:

Em 2023, o transporte de cargas por ferrovias atingiu seu nível mais alto em cinco anos, com 530,6 milhões de toneladas úteis movimentadas, de acordo com o relatório da Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF). Este número representa o terceiro maior volume da série histórica, ficando atrás apenas dos registros de 2018 (569,4 milhões de toneladas) e 2017 (538,3 milhões de toneladas). As informações são da Agência Brasil.

Excluindo o minério de ferro, houve um aumento significativo no transporte ferroviário de carga geral em 2023, totalizando 148,6 milhões de toneladas úteis, o maior desde 2005, que neste ano foram movimentadas 149,6 milhões de toneladas úteis.

A Casa Civil atribui esse crescimento à recuperação econômica e ao aumento das parcerias com o setor privado, permitindo melhorias na malha ferroviária. Destacam-se os investimentos na Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) 1 e o avanço das obras da Ferrovia de Integração Centro Oeste (Fico). O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) prevê mais de R$ 94 bilhões em investimentos públicos e privados no transporte ferroviário até 2026.

Além disso, o governo destaca o aprimoramento dos contratos com as concessionárias de ferrovias e a implementação de uma política de incentivos para a devolução de trechos inativos, visando aumentar a eficiência da malha ferroviária. As parcerias público-privadas liberarão recursos do orçamento para outras obras, como o trecho pernambucano da Transnordestina e a continuação da Fiol 2, na Bahia.

Últimas

Política