GPS Brasília comscore

GDF envia policiais militares para missão de apoio ao Rio Grande do Sul

Força-tarefa é formada por 25 militares, dois cães treinados para o policiamento, viaturas e lanchas
Segundo a PMDF, os agentes destacados possuem experiência na resolução de situações complexas e estarão à disposição para combater a criminalidade e preservar a ordem pública | Fotos: Divulgação/PMDF
Segundo a PMDF, os agentes destacados possuem experiência na resolução de situações complexas e estarão à disposição para combater a criminalidade e preservar a ordem pública | Fotos: Divulgação/PMDF

Compartilhe:

O Governo do Distrito Federal (GDF), por meio da Polícia Militar do DF (PMDF), enviou uma equipe de apoio ao Rio Grande do Sul (RS). A equipe poderá contribuir de forma humanitária, com buscas e salvamentos, e com a manutenção da ordem pública, por meio do combate ao crime. Os policiais chegaram ao estado, que enfrenta calamidade pública devido a temporais e enchentes, nessa terça-feira (14).

A força-tarefa é composta por 25 militares, incluindo integrantes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), do Patrulhamento Tático Móvel (Patamo), do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), além de dois cachorros do Batalhão de Policiamento com Cães (BPCães), nove viaturas e três lanchas.

Segundo a PMDF, os agentes destacados possuem experiência na resolução de situações complexas e estarão à disposição para combater a criminalidade e preservar a ordem pública. Os militares também prestarão o auxílio necessário em ações de busca e salvamento das vítimas desabrigadas.

“Por determinação do governador Ibaneis Rocha, a Segurança Pública do Distrito Federal está, desde os primeiros dias, prestando todo apoio possível aos irmãos e irmãs do Rio Grande do Sul, que sofrem com diversos problemas recorrentes das catástrofes climáticas”, observou o secretário de Segurança Pública, Sandro Avelar.

“O envio de policiais de elite da Polícia Militar do DF para compor a equipe coordenada pela segurança pública local visa ampliar a segurança e tranquilidade da população, contribuindo para que a situação volte à normalidade o mais rápido possível”, completou Avelar.

No último dia 4, a PMDF já havia enviado uma aeronave para ajudar no resgate de vítimas no RS. Dois pilotos e três policiais foram deslocados ao estado com o intuito de contribuir com demandas como levar mantimentos e alimentação aos desabrigados, ajudar no deslocamento de profissionais de saúde e em operações de salvamento.

“A Polícia Militar do Distrito Federal está empenhada em oferecer todo o suporte necessário para auxiliar os irmãos brasileiros no Sul do país durante essa tragédia”, ressaltou a comandante-geral da PMDF, Ana Paula Barros Habka. “Nossas equipes estão preparadas e comprometidas em atuar com eficiência e solidariedade, honrando o nosso dever de proteger e servir à população, estejam onde estiverem.”

A força-tarefa é composta militares integrantes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), do Patrulhamento Tático Móvel (Patamo) e do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) | Fotos: Divulgação/PMDF
A força-tarefa é composta militares integrantes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), do Patrulhamento Tático Móvel (Patamo) e do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) | Fotos: Divulgação/PMDF

Ajuda

Nesta segunda-feira (13), o GDF enviou uma equipe especialista em calamidades e gestão de abrigos para auxiliar nas demandas decorrentes dos temporais e enchentes. A comitiva é composta pelo secretário-executivo da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes-DF), Jean Marcel Pereira Rates, e dois servidores da pasta. O objetivo inicial será entender como o Distrito Federal pode ajudar de forma efetiva a organização dos acolhimentos provisórios que foram montados nas áreas mais afetadas.

Inicialmente, a equipe ficará em Porto Alegre e seguirá no RS por um período de até dez dias, com retorno estimado para o dia 23 de maio. Ao final da missão, será avaliada a necessidade de ampliação da equipe ou da estadia na região, bem como o revezamento dos servidores enviados.

Além disso, no dia 3 de maio, foram enviados militares do Corpo de Bombeiros e agentes da Defesa Civil para atuar nas inundações na região Sul do Brasil. A missão do DF já resgatou 150 pessoas e 55 animais em cinco dias de operações. Além disso, foi fornecido apoio para transporte de pessoas e de mantimentos às famílias afetadas. A força-tarefa permanecerá, inicialmente, até o dia 16 deste mês no estado gaúcho, dividida nas cidades de São Leopoldo e Bento Gonçalves.

 

Comitê de emergência

No dia 7, o governador Ibaneis Rocha determinou a criação de um comitê de emergência para arrecadação de doações destinadas ao Rio Grande do Sul. O grupo será responsável por receber, planejar e coordenar a campanha de arrecadação das doações.

Integram o Comitê de Emergência Brasília pelo Sul as secretarias, órgãos e instituições públicas, como a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do DF (Adasa) e Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb). Também serão convidados para compor a equipe representantes de associações e federações da sociedade civil, do Tribunal de Contas do DF (TCDF) e da Câmara Legislativa do DF (CLDF).