GPS Brasília comscore

Você viu? Homem em situação de rua pode ser o 1º absolvido nos atos de 8/1

Acusado afirmou que estava vivendo em vulnerabilidade havia três meses no DF
Um ano depois, 89% dos brasileiros reprovam invasões de 8 de janeiro
Somente 6% dos brasileiros ouvidos em pesquisa concordam com as invasões e depredações do ano passado | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Compartilhe:

Você acompanhou, aqui no GPS|Brasília, que, pela primeira vez desde os atos golpistas ocorridos no dia 8 de janeiro de 2023, um dos presos pode ser totalmente absolvido pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O ministro relator da ação, Alexandre de Moraes, votou pela absolvição do acusado durante a sessão realizada virtualmente na sexta-feira (8/3).

O preso em questão é Geraldo Filipe da Silva, detido próximo ao Congresso Nacional durante os protestos. Segundo a defesa do réu, que conseguiu persuadir a Procuradoria-Geral da República (PGR), Geraldo é uma pessoa em situação de rua que se viu cercada por vândalos, mas não teria participado da invasão contra as sedes dos Três Poderes.

Vídeos da prisão em flagrante mostram que Geraldo foi agredido pelos manifestantes, que o acusaram de ser “petista” e “infiltrado”, apesar de não haver provas de que ele tenha cometido as infrações alegadas.

Em seu depoimento, o acusado afirmou que estava vivendo nas ruas do Distrito Federal há três meses e que compareceu à manifestação por curiosidade, sem nunca ter participado de protestos políticos anteriormente. Ele classificou os atos como baderna.

Com a mudança de entendimento da PGR em relação à denúncia contra Geraldo e o voto de Moraes pela absolvição, a decisão final agora está nas mãos dos demais ministros da Corte. O julgamento do caso de Geraldo e dos demais presos está previsto para ser concluído até a próxima sexta-feira (15/3). A decisão poderá marcar um precedente importante em meio aos desdobramentos dos protestos ocorridos no início do ano passado.

Últimas

Política