GPS Brasília comscore

Viaduto do Sudoeste recebe obras para recuperação do asfalto

Equipes aproveitam a previsão de sol para reparar as rachaduras
Equipes da Secretaria de Obras trabalham na recuperação de trecho do complexo viário | Fotos: Tony Oliveira/Agência Brasília

Compartilhe:

Nesta quarta-feira (17), equipes designadas pela Secretaria de Obras do Distrito Federal (SODF) trabalham no Viaduto do Sudoeste para reparar as rachaduras que apareceram nas últimas semanas devido às chuvas intensas na região.

Com o tempo seco, cerca de dez pessoas, entre engenheiros e operários, puderam iniciar as obras com a abertura do pavimento, atuando na demolição da via antiga e recuperação do pavimento asfáltico.

A via está sinalizada para garantir a segurança da população. “Após o aparecimento da rachadura, há alguns dias, podemos finalmente recuperar essa parte com a previsão de sol. É um preenchimento simples, então, se o tempo ajudar, em breve já faremos o novo asfalto”, afirmou o engenheiro civil da Secretaria de Obras, Carlos Magno, fiscal do contrato.

As equipes vão cortar 60 centímetros para recuperar o trecho, que ocupa um espaço de dois metros. Em seguida, os trabalhadores vão compactar e fazer a base de novo. Após a colocação do novo pavimento, o complexo viário estará liberado.

Sem danos estruturais

O Consórcio Viaduto Epig, responsável pela construção do complexo viário da Estrada Parque Indústrias Gráficas, foi notificado pelo Governo do Distrito Federal (GDF) no dia 2 de janeiro. A intimação foi motivada por rachaduras na via que passa por debaixo do elevado, ligando o Sudoeste ao Parque da Cidade.

Na manhã do dia 5 de janeiro, a governadora em exercício Celina Leão visitou o Viaduto do Sudoeste para conferir de perto a situação da pista. “Causa estranheza ela apresentar qualquer tipo de problema nesses meses iniciais”, pontuou a gestora. “Por isso, o consórcio foi notificado. As empresas já estiveram aqui e verificaram que não existem danos estruturais”.

As fendas no asfalto foram provocadas por uma acomodação da terra, que absorveu muita água com as intensas chuvas que caíram nos últimos dias. “Isso aconteceu porque, provavelmente, houve alguma falha de compactação nas camadas inferiores do solo na área das calçadas”, explica a secretária-executiva de Obras do Distrito Federal, Janaína Vargas. Ela acrescenta que o passeio cedeu levemente e fez com que a pista perdesse o apoio lateral, o que provocou rachaduras e fissuras no asfalto.

O Viaduto do Sudoeste foi inaugurado em 21 de outubro de 2023. A liberação do elevado, batizado oficialmente com o nome do engenheiro Luiz Carlos Botelho Ferreira, tem beneficiado mais de 25 mil motoristas que transitam pela região diariamente. Foram investidos R$ 24,6 milhões na construção da obra viária, montante financiado pela Caixa Econômica Federal.