GPS Brasília comscore

Vai pegar a estrada? Veja aqui orientações para ter uma viagem mais segura

Com mais pessoas viajando de carro e de ônibus este ano, rodovias estão cheias e requerem atenção redobrada
Vai pegar a estrada? Veja aqui orientações para ter uma viagem mais segura
A maior taxa de ocorrências de acidentes nas estradas envolve três variáveis: desrespeito às normas de trânsito, desatenção dos motoristas e má condição de conservação dos veículos / Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Compartilhe:

A chegada das festividades de fim de ano motiva muitos brasilienses a colocarem o pé na estrada. É preciso, porém, estar atento e se prevenir do risco de acidentes nas vias que cortam o país. A seguir, algumas orientações para garantir que a viagem seja feita em segurança.

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) e o Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) apontam que a maior taxa de ocorrências de acidentes nas estradas envolve três variáveis: desrespeito às normas de trânsito, desatenção dos motoristas e má condição de conservação dos veículos.

O primeiro passo para uma viagem segura é realizar uma vistoria minuciosa do automóvel, especialmente a condição dos pneus, faróis de iluminação, pastilhas de freio, além dos reservatórios de água, óleo e combustível.

Essas orientações são fundamentais, especialmente em função desses meses serem marcados por fortes chuvas. Nas primeiras precipitações, é comum o asfalto ficar bastante escorregadio. Se o carro não estiver em condições adequadas de circulação, o motorista pode não conseguir uma parada imediata do veículo, mesmo acionando os freios”, alerta o major Fábio Bohle, do CBMDF.

Outra recomendação, segundo o major, é respeitar a velocidade máxima da via e manter uma distância segura entre o veículo da frente. “Isso é imprescindível em situações onde o desvio ou a frenagem repentina se faz necessária. Essa ação permite que o condutor tenha espaço e tempo para realizar uma manobra emergencial”, ressalta.

O respeito às normas de trânsito não está restrito apenas à manutenção da velocidade adequada. “É preciso se ater às sinalizações vertical e horizontal, especialmente as placas indicando a proibição de ultrapassagem em trechos perigosos. Também é fundamental o respeito aos pontos de bloqueio e às ordens de parada das autoridades”, explica o coordenador substituto de Policiamento e Fiscalização da Região Oeste do Detran, Ciro de Carvalho.

O agente orienta que os condutores façam um planejamento da viagem antes de saírem de casa, indicando pontos de parada para descanso e até pernoite. “Pedimos encarecidamente aos motoristas que não se aventurem a dirigir na estrada por longas horas sem o devido repouso. Os maiores índices de acidentes ocorrem no final da tarde, quando o trânsito está mais intenso e os motoristas estão mais cansados.”

Caso flagre ou se envolva em algum acidente de trânsito, acione o socorro por meio do telefone 193 ou 192, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O recomendado é manter a calma e priorizar a segurança, certificando-se de que todos os envolvidos estejam fora de perigo imediato. Em seguida, sinalize a área do acidente para alertar outros condutores e, consequentemente, evitar novos incidentes.