GPS Brasília comscore

TSE inicia julgamento de ações de Bolsonaro contra Lula e Alckmin

Presidente e vice são acusados no TSE de abuso de poder econômico e dos meios de comunicação durante a campanha de 2022
TSE começa a julgar ações contra Lula e Alckmin
Casos que serão julgados contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o vice-presidente Geraldo Alckmin foram considerados improcedentes pelo Ministério Público Eleitoral / Foto: Cadu Gomes/VPR

Compartilhe:

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) inicia na manhã desta quinta-feira (19) o julgamento de duas ações contra o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e o vice-presidente Geraldo Alckmin (PSD). De autoria da coligação Pelo Bem do Brasil e do ex-presidente Jair Bolsonaro, as ações acusam os então candidatos de praticarem abuso de poder econômico e dos meios de comunicação.

Assim como nas ações movidas contra o ex-presidente Jair Bolsonaro, que teve os direitos políticos suspensos por oito anos, as que acusam Lula e Alckmin de crime eleitoral também pedem a inelegibilidade dos dois. A relatoria é do ministro Benedito Gonçalves. Assim como fez no caso julgado da última terça-feira (17), em que Bolsonaro e seu então candidato a vice Walter Braga Neto foram inocentados da acusação de crime eleitoral por fazer lives e encontros no Palácio da Alvorada durante a campanha, o vice-procurador-geral eleitoral, Paulo Gonet, pediu o arquivamento dos pedidos.

Na primeira ação, a acusação afirma que, durante a campanha, ao utilizar as palavras-chave “Lula condenação”, “Lula Triplex” e “Lula corrupção PT”, entre outras, no site de buscas do Google, encontrava-se como resultado uma página repleta de anúncios pagos pela coligação Brasil da Esperança.

Na segunda ação, Bolsonaro aponta uma suposta prática de uso indevido dos meios de comunicação por Lula e Alckmin. O ex-presidente afirma que o então candidato do PT difundiu propaganda eleitoral irregular com o apoio indevido de uma das maiores emissoras de televisão do país. Com amplo alcance, Lula teria o objetivo de atingir de forma massiva os eleitores, além de pedir votos.

Últimas

Política