GPS Brasília comscore

Sensação térmica no Rio bate recorde e atinge 60,1°C

Onda de calor atinge a capital fluminense e outras regiões do Brasil
Rio de Janeiro
Orla de Ipanema, no Rio de Janeiro | Foto: Divulgação

Compartilhe:

O Sistema Alerta do Rio de Janeiro registrou, neste sábado (16), um recorde na sensação térmica na cidade, com 60,1°C, superando os 59,7° registrados em novembro do ano passado. A estação onde a medição foi alcançada fica no bairro de Guaratiba, na zona oeste da cidade, que também registrou a maior temperatura do dia, com 40°C.

Desde sexta-feira (15), a capital fluminense está sob alerta amarelo devido a uma nova onda de calor. A previsão é de que as temperaturas subam 5°C acima da média por cerca de três dias, com destaque para domingo e segunda-feira. A meteorologista-chefe do Sistema Alerta Rio, Raquel Franco, ressalta a importância da população se manter hidratada e evitar exposição ao sol entre 10h e 17h.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta que outros estados brasileiros também serão afetados pelo calor extremo, incluindo Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. São Paulo, por exemplo, registrou temperatura de 34,3°C, equiparando o recorde histórico do mês de março deste ano.

Além disso, partes de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná e Rio Grande do Sul estão em alerta vermelho, com expectativa de temperaturas 5°C acima da média por cinco dias. Já regiões Sul, Norte e Nordeste estão sob alerta laranja, com previsão de temperaturas elevadas por cerca de cinco dias.

A Climatempo explica que as altas temperaturas são resultado de uma onda de calor provocada por uma massa de ar quente e seco no centro-oeste do Brasil. Essa massa de ar impede o avanço de frentes frias que poderiam amenizar as temperaturas elevadas. No entanto, a partir desta segunda-feira (18/3), há previsão de chuvas isoladas e uma pequena queda nas temperaturas na capital paulista, variando entre 23ºC e 31ºC.

Últimas

Política