GPS Brasília comscore

Moraes autoriza liberdade ao coronel Paulo José Bezerra, preso pelo 8/1

Decisão do ministro do STD surpreende após ter negado pedido anterior
Moraes quer inclusão de Elon Musk em inquérito das milícias digitais | Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil
Moraes quer inclusão de Elon Musk em inquérito das milícias digitais | Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Compartilhe:

Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes concedeu, nesta quarta-feira (3), liberdade provisória ao coronel Paulo José Bezerra, ex-subchefe do Departamento de Operações da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). Ele estava preso pelos acontecimentos do 8 de Janeiro, em Brasília. A informação é do Correio Braziliense.

A decisão ocorre após o próprio magistrado ter negado o pedido de liberdade provisória de Bezerra anteriormente. Na quinta-feira (28/3), o ministro havia acatado o pedido de liberdade provisória de quatro outros indiciados pelo 8/1, mas negou a solicitação da defesa de Bezerra.

Moraes havia destacado que Bezerra foi preso por ter capacidade de organizar as tropas no 8/1 e deixou de atuar e supervisioná-las. No entanto, nesta quarta-feira (3), o ministro concedeu a liberdade provisória ao PM, com determinações específicas sobre a comunicação da decisão.

Durante a CPI dos Atos Antidemocráticos, Bezerra alegou que não era determinação dele abrir a Esplanada dos Ministérios e mencionou uma reunião com o delegado da Polícia Federal, Andrei, na qual não foi informado sobre possíveis manifestações agressivas.

Bezerra e outros oficiais do alto comando da PMDF foram presos após denúncia da Procuradoria-Geral da União por diversos crimes, incluindo abolição violenta do Estado Democrático de Direito, deterioração de patrimônio tombado e golpe de Estado, além de infringir a Lei Orgânica e o Regimento Internado da PM.

Últimas

Política