GPS Brasília comscore

Macarons com afeto: o trabalho das irmãs Joana e Sofia Peixoto, do Nube Café

Com troca de carreira e dupla jornada, as empreendedoras tocam o projeto
Joana e Sofia Peixoto (Fotos: Vanessa Castro)

Compartilhe:

Eis que de um espaço de coworking, nasceu uma confeitaria. Uma designer de moda, se descobriu apaixonada pela Gastronomia e pela fina arte dos macarons franceses. E ao lado dela, uma arquiteta multitarefa que hoje se desdobra também como empresária, administradora e até designer gráfica… de fato, os caminhos que levaram as irmãs Joana e Sofia Peixoto até a concretização do Nube Café, foram bem diferentes do imaginado pelas duas.

Tudo começou com o projeto do Nube Hub, um dos primeiros espaços de coworking da capital, idealizado junto com a irmã mais velha do trio, Júlia – Joana é a caçula e Sofia a do meio – em meados de 2017. Além dos espaços para trabalho e reuniões, as meninas sentiram que faltava algo mais.

Um ano depois viria a primeira unidade do Nube Café, localizado no mesmo espaço do coworking, como realização de um sonho de Joana. Apaixonada por criação desde sempre, a caçula havia iniciado sua carreira profissional como designer de moda até que se encantou pela cozinha e quis mudar de ares: chegou a pensar em cursar Nutrição e Engenharia de Alimentos, mas acabou indo pelo caminho da Gastronomia.

“Entrei no curso de Gastronomia com a mente totalmente aberta, e foi lá que me encantei pela confeitaria. Como a faculdade era mais voltada para a cozinha quente e só oferecia duas disciplinas na área, senti a necessidade de buscar especializações. Acabei passando uma temporada em Chicago, onde me especializei em confeitaria francesa”, conta Joana.

Além da graduação em Gastronomia no IESB, Joana se especializou pelo The French Pastry School em Chicago, e também fez cursos com os chefs Diego Lozano e Simone Izumi do Chocolatria, em São Paulo. É ela quem define os cardápios e coloca a mão na massa, preparando os macarons e docinhos servidos no café, que mantém a unidade na 910 Sul, onde tudo começou, e também na famosa quadra dos restaurantes, na 405 Sul.

Sofia se formou em Arquitetura e é especialista em Design de Interiores, mas abraçou o projeto e concilia a profissão de formação com as responsabilidades administrativas, financeiras e até na criação das embalagens e identidades visuais do Nube. Embora não cozinhe, Sofia também chegou a fazer um curso de macarons para entender os processos do doce. Toda e qualquer decisão referente ao café são tomadas pelas duas irmãs, e elas garantem que é fácil chegar a um acordo.

“Apesar de algumas brigas na juventude, sempre fomos muito unidas e aprendemos a lidar muito bem com a personalidade uma da outra. Passamos alguns períodos estudando no exterior, e a maturidade nos aproximou ainda mais. E desde o início é assim, uma ajudando a outra e debatendo até chegarmos juntas a uma decisão, claro, respeitando os limites de cada uma”, compartilha Sofia.

Macarons

Apaixonada pelos docinhos franceses e já especializada em confeitaria, Joana já havia estudado o modo de preparo dos macarons e se sentia desafiada a fazer. De tão delicados, os doces possuem certa fama de temperamentais – uma simples mudança de temperatura pode ruir uma fornada do preparo. O primeiro teste deu super certo e presenteou uma amiga, que se apaixonou pelos macarons.

Na época ainda não era comum de encontrar os macarons aqui pela cidade, então as meninas passaram a receber muitas encomendas de amigos. A cozinha da casa da família virou uma verdadeira linha de produção e logo foi ficando pequena para a quantidade de demandas. Enquanto isso, Joana ia aprimorando a receita aos poucos na busca de encontrar o equilíbrio perfeito de textura, doçura do recheio e consistência. 

Hoje o Nube trabalha com cerca de 22 sabores de macarons, oferecendo sabores clássicos e opções sem lactose para atender ao público que possui restrições alimentares. Também é possível deixar os docinhos com aparência e personalização ao gosto dos compradores: em ocasiões especiais como Páscoa e Natal, é possível ter os macarons em formatos especiais; em aniversários ou eventos, eles ganham desenho e estilização de acordo com o tema da festa.

Com a produção de docinhos a todo vapor, aos poucos foram surgindo novas receitas: uma delas é o macaron chokito, banhado em chocolate crocante com recheio de chococaramel inspirado no famoso chocolate. Os ‘crocs’ são misturas do macaron com chocolate meio amargo, pate feuilletine e um toque de flor de sal. Eles apareceram como uma alternativa para aproveitar os macarons que, embora perfeitos para consumo, estivessem ‘fora do padrão estético’ exigido pela receita.

Páscoa e planos para o futuro

Recentemente, o Nube passou também a ofertar os sanduíches de macarons: trata-se de uma versão maior do doce recheada com sorvetes de sabores como chocolate, frutas vermelhas, pistache e baunilha, que enche os olhos de quem se aproxima da vitrine. Clássicos internacionais como o bolo red velvet e menu salgado como sanduíches, empadinhas e pães de queijo também compõem as opções para saborear no café.

O Nube pegou os favoritos dos clientes e trouxe versões sob encomenda para o menu de Páscoa: um dos destaques é o Ovo Chicago, inspirado na receita de torta chocolatuda que o café preparou para o último Natal e foi um sucesso de vendas na ocasião. O red velvet e o ovo com casca de macarons também não ficariam de fora, e ainda há opções para quem não pode ou não curte a overdose de chocolate dessa época do ano.

Com cerca de um ano de abertura do espaço localizado na 405 Sul, as irmãs falam de futuro com cautela: o principal plano é se estabilizar, focar nos macarons de sorvete e em breve, adentrar o forte mercado de casamentos daqui da cidade. 

Últimas

Política