GPS Brasília comscore

Líder do PSDB no Senado, Izalci assina nota contra Moraes sem aval do partido

Senador pelo DF, Izalci tem atuado na defesa de pautas ligadas ao bolsonarismo
Líder do PSDB no Senado, Izalci assina nota contra Moraes sem aval do partido
O documento assinado pelo senador Izalci Lucas (PSDB-DF) defende que Moraes seja considerado suspeito no julgamento das ações sobre o 8 de janeiro de 2023 / Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Compartilhe:

O líder do PSDB no Senado, senador Izalci Lucas (DF), assinou, sem o aval do partido, uma nota pública contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, relator das ações sobre os atos antidemocráticos de 8 de Janeiro.

A informação é do presidente do PSDB, Marconi Perillo. Segundo ele, essa questão não foi debatida internamente, uma vez que a sigla não foi nem sequer consultada sobre o tema. Procurado para comentar a declaração do presidente de sua legenda, Izalci, por meio de sua assessoria, disse que não vai se pronunciar.

O texto foi divulgado na sexta-feira (19), um dia depois da operação da Polícia Federal contra o deputado federal Carlos Jordy (PL-RJ), um dos investigados da Operação Lesa Pátria, e defende que Moraes seja considerado suspeito nas ações sobre o 8 de Janeiro. O documento é assinado por Izalci e outros sete senadores da oposição: Rogério Marinho (PL-RN); Ciro Nogueira (PP-PI); Flávio Bolsonaro (PL-RJ); Carlos Portinho (PL-RJ); Tereza Cristina (PP-MS); Mecias de Jesus (Republicanos-RR) e Eduardo Girão (Novo-CE).

Para o grupo de senadores, a atuação do ministro é “questionável“. Os senadores dizem que o Moraes não tem imparcialidade para julgar os casos, sobretudo por afirmar que as investigações sobre o 8 de Janeiro desvendaram a existência de planos para prendê-lo e o enforcá-lo na Praça dos Três Poderes, o que o colocaria como “supostamente vítima, investigador e julgador” nos casos.