GPS Brasília comscore

Itália comemora os 78 anos de República com festa na embaixada

Embaixador Alessandro Cortese destaca que italianos fizeram uma escolha que mudou para sempre a história

Compartilhe:

A embaixada da Itália no Brasil decorou sua fachada de verde, branco e vermelho para celebrar os 78 anos de criação da República. Ou, como lembrou o embaixador Alessandro Cortese, “um momento fundamental na história da Itália, pois os italianos fizeram uma escolha que mudou para sempre a nossa história e as nossas vidas”.

Bastante prestigiada, a celebração coincidiu com o 150º aniversário da imigração italiana no Brasil. A Festa da República na embaixada também marcou a reabertura do espaço ao público, em uma celebração repleta de emoções, música brasileira e italiana e amigos da grande nação europeia.

Marcas famosas, como Ferrari, Ducati, Panerai, Zegna e Luxottica, emprestaram seu requinte à Festa da República mostrando seu o estilo italiano único e a sofisticação a Sala Nervi, os belos jardins e em todo o ambiente da embaixada, expondo peças que primavam pelo de design ao melhor estilo italiano.

Além delas, foram patrocinadores da noite a TIM, Usiminas, Ferrero, Pirelli, Enel, Azimuth, ENG, ITA Airways, Costa Cruzeiros, IDV, Leonardo, Illy, Parmegiano Regggiano, Campari, Parma, entre outras. Importadoras de vinho Porto a Porto, ItáliaMais, WineC e Del Maipo harmonizaram rótulos de tintos, proseccos e o Aperol Spritz, drink que conquistou o mundo, com o bufê italiano servido pela Sweet Cake, completado por mesas de aperitivos, frios e queijos, onde pontificava o autêntico parmigiano reggiano.

O ponto alto da festa foi o discurso do embaixador Alessandro Cortese, que lembrou a tragédia climática do Rio Grande do Sul que afetou muitos ítalo-brasileiros. Ele destacou a solidariedade da Itália mais com seus “filhos” do Brasil, pelo envio de uma carga de mais de 25 toneladas de bens de primeira necessidade para a população gaúcha, que é composta por mais de 40% de ítalo-descendentes.

“Muitos anos se passaram, mas – ao olhar bem – não tantos. Isso nos deve fazer refletir sobre o legado que nós, filhos e netos daqueles italianos, recebemos. Um patrimônio sólido de valores, mas ao mesmo tempo frágil, que deve ser preservado e cultivado”, acrescentou.

Dizendo-se orgulhoso de representar a Itália em um “país maravilhoso como o Brasil”, o embaixador Cortese destacou a felicidade em encontrar, em seus poucos meses no Brasil, italianos e ítalo-descendentes que ainda sentem um grande amor pela pátria-mãe.

“Eu me permito pedir a vocês que cultivem esse amor pela Itália; que levem sempre em seus corações as cores da nossa bandeira; que nunca se cansem de promover as belezas do nosso país e de continuar a demonstrar as excepcionais virtudes de que sempre nos orgulhamos”, disse.

Destacando a chegada, há 150 anos do navio “La Sofia” em Vitória (ES), e os atuais 32 milhões de ítalo-descendentes, ele concluiu afirmando que a imigração italiana é uma história de amizade ainda mais longa que a da República da Itália. “É um vínculo entre povos, antes mesmo de ser entre Estados”, completou, lembrando que a comunidade italiana está plenamente integrada ao Brasil, mas sempre ligada às suas raízes e origens.

Confira os cliques do evento: