GPS Brasília comscore

Ibaneis faz apelo para evitar greve de rodoviários no DF

Movimento deixará 5 regiões do DF sem transporte coletivo a partir desta segunda
Ibaneis Rocha, Foto: Renato Alves/Agência Brasília
Ibaneis Rocha, Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Compartilhe:

O governador Ibaneis Rocha (MDB) reafirmou, neste sábado (5), o compromisso em resolver o movimento grevista dos rodoviários, previsto para começar no início desta segunda-feira (6). O emedebista destacou os esforços da Secretaria de Mobilidade para buscar uma solução e atender aos anseios da sociedade.

“A Secretaria de Mobilidade tem envidado todos os esforços para colaborar com o fim do movimento grevista, e a sociedade apela para que as partes cheguem a um bom termo”, disse o governador.

Os rodoviários do Distrito Federal não aceitaram a proposta de acordo entre o sindicato da categoria e as operadoras do transporte público coletivo do DF, e decidiram decretar greve por tempo indeterminado. O movimento deixa as cinco regiões operacionais do DF sem transporte coletivo a partir da zero hora desta segunda.

Desde o início da campanha salarial, a Secretaria de Transporte e Mobilidade do DF (Semob) acompanhou toda a negociação entre as operadoras do Sistema de Transporte Público Coletivo (STPC) e o Sindicato dos Rodoviários do DF, tendo evoluído para o fechamento de acordo na madrugada deste domingo (5). O sindicato chegou a fechar o acordo com as operadoras, mas, reunidos em assembleia pela manhã deste domingo, os rodoviários não aceitaram a proposta e decidiram entrar em greve.

A Semob considera a greve dos rodoviários abusiva, uma vez que houve proposta das operadoras e acordo entre as empresas e o Sindicato dos Rodoviários. A secretaria segue na interlocução entre operadoras e os rodoviários, no sentido de encontrar uma solução que possa colocar fim ao movimento grevista e, assim, minimizar os impactos à população.

Ibaneis Rocha ressaltou a importância de encontrar um equilíbrio que atenda às demandas dos trabalhadores e da empresa, bem como dos usuários do transporte público. Ele enfatizou a necessidade de garantir a continuidade dos serviços essenciais à população e agradeceu o apoio da sociedade nesse momento desafiador.

Veja: