GPS Brasília comscore

Em Marrocos, um palácio lendário da década de 1950 renasce

Após oito anos de reformas e restauração, o hotel Royal Mansour Casablanca abre as portas
Foto: Cortesia

Compartilhe:

A inauguração mais aguardada de 2024 em Marrocos ocupa, pela primeira vez, um segundo endereço, agora no coração de Casablanca. O Royal Mansour Casablanca abre suas portas e marca o renascimento de um palácio lendário da década de 1950. 

Após oito anos de reformas e restauração, a silhueta modernista ressurge no endereço 27 Avenue des Forces Armées Royales, uma reencarnação fiel da arquitetura de sua época dourada. O hotel conta com 149 quartos, suites e apartamentos privados, três restaurantes, incluindo um no 23º andar com vista de 360° sobre a cidade e o oceano Atlântico, áreas de fitness e um spa em dois andares.

Setenta anos após a inauguração do primeiro hotel 5 estrelas de Casablanca, o Royal Mansour Casablanca mantém as tradições vivas, mas incorpora todos os mais rigorosos padrões de construção, em termos de sustentabilidade, responsabilidade, segurança e tecnologia.

Os restaurantes e bar do hotel despertam os sentidos. O renomado chef Éric Fréchon, premiado com três estrelas Michelin, cria obras-primas da culinária francesa no La Brasserie. Um banquete sensorial japonês aguarda sob um majestoso lustre de flores de sakura no Sushi Bar. 

O premiado restaurante marroquino La Grande Table Marocaine faz sua estreia em Casablanca com uma culinária ancestral do país.

As diárias custam a partir de 5.500 MAD, incluindo café da manhã, e podem ser feitas pelo site.

Um destino avant-garde, a capital econômica do Marrocos está passando por uma transformação extraordinária em uma alegria contagiante.