GPS Brasília comscore

Donald Trump conquista vitória nas eleições republicanas em Iowa

Trump busca uma revanche eleitoral contra o presidente Joe Biden
Donald Trump
Donald Trump | Foto: Reprodução/Instagram

Compartilhe:

Donald Trump garantiu uma vitória expressiva na primeira disputa presidencial republicana de 2024 em Iowa na segunda-feira (15), consolidando sua liderança no partido, mesmo diante de acusações criminais. Ele busca uma revanche eleitoral contra o presidente Joe Biden.

Trump obteve mais da metade dos votos, impulsionando sua candidatura para a eleição de novembro, enquanto o governador da Flórida, Ron DeSantis, ficou em segundo lugar, à frente de Nikki Haley. Trump, aos 77 anos, venceu por uma margem sem precedentes, reforçando sua posição como favorito nas pesquisas nacionais.

Agradecendo ao estado de Iowa por meio de sua plataforma de mídia social, Truth Social, Trump planeja acelerar o processo de indicação republicano com vitórias convincentes nas primárias, buscando forçar a saída de seus rivais, incluindo o empresário Vivek Ramaswamy, que encerrou sua candidatura e expressou apoio a Trump.

Os candidatos agora direcionam suas atenções para New Hampshire, onde pesquisas indicam uma vantagem menor de Trump sobre Haley, e DeSantis aparece em posição mais distante.

No âmbito legal, o desempenho de Trump em Iowa evidencia sua duradoura popularidade entre os eleitores republicanos, apesar de desafios como o ataque ao Capitólio em janeiro de 2021 e 91 acusações criminais. Utilizando suas dificuldades jurídicas para angariar fundos, Trump alega inocência, caracterizando as acusações como parte de uma ‘caça às bruxas’.

A maioria dos participantes do caucus (convecção política) de Iowa apoiou as alegações de fraude eleitoral de Trump em 2020, indicando que não consideram legítima a vitória de Biden. Além disso, mais de 60% afirmaram que Trump permaneceria apto a assumir a presidência mesmo se condenado por um crime.

A pesquisa Edison mostrou que Trump obteve apoio em diversos setores, incluindo homens e mulheres, conservadores e independentes, graduados e não graduados. Ele se destacou entre os republicanos preocupados com imigração e economia.

Em resumo, “diante da ausência de uma rápida consolidação da oposição, Trump parece encaminhado para a nomeação”, conforme observou Jimmy Centers, estrategista republicano em Iowa.