GPS Brasília comscore

CPI das Pirâmides Financeiras ouve presidente da CBF e empresários das criptomoedas

Pedido para realização da audiência com Rodrigues foi apresentado pelo presidente da CPI, deputado Aureo Ribeiro (Solidariedade-RJ)
Câmara dos Deputados e espelho d'água |Foto: Leonardo Sá/Agência Senado
Congresso Nacional, em Brasília | Foto: Leonardo Sá/Agência Senado

Compartilhe:

A CPI sobre as Pirâmides Financeiras faz duas reuniões nesta quarta-feira (20). A primeira, marcada para as 14 horas, no plenário 13, é para a tomada de depoimentos de funcionários e sócios de empresas do setor de criptomoedas. 

A segunda reunião, marcada para as 19 horas, no plenário 13, é destinada a ouvir o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Edinaldo Rodrigues.

O pedido para realização da audiência com Rodrigues foi apresentado pelo presidente da CPI, deputado Aureo Ribeiro (Solidariedade-RJ). Ele quer esclarecimentos sobre o token para torcedor da seleção brasileira, lançado em 2021. Tokens para torcedor vêm se tornando cada vez mais populares na indústria do esporte, permitindo o acesso de fãs a vantagens, como ingressos gratuitos, experiências VIP e maior proximidade com marcas e atletas.

“Com a proximidade da Copa do Mundo do Qatar (2022), o lançamento do token da seleção brasileira foi um sucesso. No entanto, quase dois anos depois, pouco se falou sobre o assunto. A derrota da seleção brasileira na Copa do Mundo mais a queda generalizada do mercado de criptoativos, em 2022, fez com que o token da CBF, que havia alcançado seu preço máximo de US$ 1,53 ao final de 2022, fosse negociado a US$ 0,06, em maio de 2023, uma queda de 96%”, ressaltou o deputado.

 

Fonte: Agência Câmara de Notícias