GPS Brasília comscore

Corpo de Paulo Pestana será velado, nesta terça (12), no Campo da Esperança

Jornalista era muito respeitado entre colegas e procurou ajuda médica após dores nas pernas
Pestana trabalhou nas principais veículos de imprensa de Brasília Foto Arquivo pessoal
Pestana trabalhou nas principais veículos de imprensa de Brasília | Foto Arquivo pessoal

Compartilhe:

Nesta terça-feira (12/3), será realizado o velório do jornalista Paulo Pestana da Silva Filho, que faleceu na madrugada da segunda-feira (11), em um hospital particular de Brasília. As homenagens terão início às 10h, na capela 01 do Cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul.

Após a cerimônia de despedida, o corpo de Pestana será cremado em Valparaíso (GO), no Entorno do Distrito Federal, às 16h.

Querido e respeitado entre os colegas, Paulo Pestana foi reconhecido não apenas por ter passado pelas principais redações dos jornais do país, mas também por sua atuação como mentor das vitoriosas campanhas eleitorais do governador do DF, Ibaneis Rocha, em 2018 e 2022.

Após o falecimento de Pestana, o titular do Palácio do Buriti decretou luto oficial de três dias no Distrito Federal. O decreto foi publicado em edição extra do Diário Oficial (DODF).

Ibaneis lamentou a perda do amigo, destacando que Pestana era uma figura única e um parceiro fiel.

“Perdi um grande amigo. Era um profissional genial, profundamente comprometido com o Distrito Federal, com o destino de uma cidade com a qual se identificava. Deixa uma saudade difícil de preencher. Somos todos eternamente gratos a Paulo Pestana”, disse.

A causa da morte do jornalista ainda não foi confirmada, mas há suspeita de que possa ter sido em decorrência da dengue, já que Pestana deu entrada no hospital após sentir fortes dores nas pernas. Pessoas próximas revelaram que o comunicador havia relatado sintomas da dengue.

A coluna do GPS|Brasília homenageia a trajetória do grande profissional e se solidariza com os familiares e amigos do saudoso jornalista.

Últimas

Política