GPS Brasília comscore

Conta de luz deve aumentar mais que a inflação em 2024, diz Aneel

A conta de luz dos brasileiros deve subir em média 5,6% em 2024
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Compartilhe:

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta terça-feira (23) que a conta de luz dos brasileiros deve subir em média 5,6% em 2024, conforme projeção. Esse aumento previsto supera a média de inflação estimada para o mesmo período, que é de 3,87%, segundo especialistas consultados pelo Banco Central.

Em 2023, a Aneel havia previsto um aumento de 6,8% nas tarifas das distribuidoras de energia, mas o aumento real foi de 5,9%. A agência realiza ajustes anuais nas tarifas das distribuidoras na data de “aniversário da concessão”.

A Aneel identifica três fatores que contribuem para o aumento na conta de energia: expansão da rede de transmissão, subsídios em crescimento nos últimos anos e a energia contratada no mercado cativo.

O valor dos subsídios, que deve atingir o maior patamar na série histórica da Aneel em 2024, totalizando R$ 37,2 bilhões. A maior parte desse montante, R$ 32,7 bilhões, será custeada pelos consumidores. Para isso, serão incorporados dois encargos nas contas de luz, financiados pela Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).

Essa conta inclui receitas de multas aplicadas pela Aneel, recursos de pesquisa e desenvolvimento não utilizados pelas empresas, valores pagos pelas hidrelétricas pelo uso do bem público, aportes do Tesouro Nacional, recursos da Reserva Global de Reversão (encargo pago por geradores, transmissores e distribuidoras) e cotas pagas pelos consumidores.