GPS Brasília comscore

China ataca candidato que lidera as pesquisas em Taiwan

Representante chinês acusa William Lai de ser um "destruidor da paz", após ele defender o direito de Taiwan se autogovernar
Líder na corrida presidencial de Taiwan, William Lai vem sendo atacado pela China por seu discurso de autonomia
Líder na corrida presidencial de Taiwan, William Lai vem sendo atacado pela China por seu discurso de autonomia. Foto: Simon Liu/Taiwan’s Office of the President

Compartilhe:

A China acusou o candidato na liderança da corrida presidencial de Taiwan, William Lai, de ser um “destruidor da paz”, após um debate televisionado no sábado (30). Na ocasião, Lai defendeu o direito de Taiwan de autogovernar como uma democracia.

O porta-voz do Escritório da China para Assuntos de Taiwan, Chen Binhua, disse que o discurso de Lai no debate foi “repleto de pensamentos de confronto”. Ele afirmou que Lai, que atualmente atua como vice-presidente de Taiwan com o Partido Democrático Progressista, é “o instigador de uma possível guerra perigosa no Estreito de Taiwan”.

Lai disse no sábado que estava aberto a manter conversas com Pequim “desde que haja igualdade e dignidade em ambos os lados do Estreito de Taiwan”. Afirmou ainda que Taiwan não está subordinado à China. Embora Lai não se descreva como buscando a independência de Pequim, ele geralmente afirma que Taiwan já é um país independente.

Lai está concorrendo na eleição presidencial de 13 de janeiro contra os candidatos Hou Yu-ih, do Partido Nacionalista Chinês, mais favorável à China, e Ko Wen-je, do Partido do Povo de Taiwan. (Fonte: Associated Press)