GPS Brasília comscore

Alexandre de Moraes elogia Temer na CLDF: “É amigo leal de seus amigos”

Presidente do TSE participou de solenidade que concedeu título de Cidadão Honorário ao ex-presidente
Moraes elogia Temer na CLDF
Moraes elogia Temer na CLDF | Foto: Reprodução/CLDF

Compartilhe:

O ministro Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e, ainda, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), teceu elogios, nesta quarta-feira, ao ex-presidente Michel Temer (MDB) durante uma cerimônia realizada na noite de quarta-feira (3/4) na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF).

Temer foi agraciado, ao lado de Gustavo Rocha, secretário da Casa Civil do DF, e Engels Muniz, ex-integrante do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), com o título de Cidadão Honorário de Brasília. A proposta foi do deputado distrital Iolando (MDB).

Durante a solenidade, que foi transferida para o auditório da Casa (pela quantidade de convidados), Moraes destacou a importância de Temer como um “grande presidente” que se destacou por suas relações com os Três Poderes.

Além disso, Moraes ressaltou a seriedade e o trabalho do ex-presidente, quando elogiou as privatizações e as reformas aprovadas durante seu período de governo. Foi Temer o responsável pela indicação do atual magistrado para a Suprema Corte, quando era ministro da Justiça.

“Eu digo e repito, com grande orgulho, de ter participado do governo do presidente Michel Temer”, disse.

Além de Moraes, o ministro Dias Toffoli também marcou presença na cerimônia e elogiou Temer, chamando-o de “construtor de pontes” por sua cordialidade e inteligência. A presença de autoridades como o governador Ibaneis Rocha(MDB)  e o presidente do TJDFT, José Cruz Macedo, reforçou o prestígio do evento.

Michel Temer foi presidente do Brasil entre 2016 e 2018, sendo responsável pela indicação de Alexandre de Moraes ao Supremo Tribunal Federal em 2017. As propostas de concessão dos títulos aos homenageados foram feitas pelos deputados distritais, mas causaram reações no plenário da Câmara Legislativa.

Veja:

Últimas

Política