GPS | COTIDIANO

Conselho dos astros

COLABORADOR Redação   
|   09/12/2017 12:00 ( atualizada 09/12/2017 12:00)   
FOTO Reprodução   
Regido pelo planeta Júpiter, o ano de 2018 promete transformação pessoal, novas ideologias e anseios por justiça

SerO ano de 2017 está chegando ao fim e a expectativa para 2018 só aumenta. Assunto em alta na atualidade, a astrologia tem suas previsões de quais energias irão predominar no próximo ano. O GPS|Brasília bateu um papo com a astróloga Virgínia Gaia e debate o tema.

 

Segundo ela, o ano de 2018 trará expansão para quem souber romper com antigas estruturas e tiver a ousadia para tocar em temas tabus, compensará negócios e relacionamentos bem estruturados, verá um crescente questionamento da política e dos governos em várias partes do mundo e, no Brasil, promete mais revelações no campo político e cortes de despesas na economia.

 

Em um ano com cinco eclipses (dois lunares totais e três solares parciais), o mapa do ingresso do Sol em Áries, que marca as tendências gerais, tem a Lua no signo de Touro em aspecto com Saturno, o regente das mudanças associadas ao tempo. “Ativando uma conjunção entre Saturno e Marte em Capricórnio, esse posicionamento leva atenção para as relações sociais de todos os tipos e exaltando os humores, ao mesmo tempo que estimula as pessoas a definir o que as deixa à vontade”, observa Virgínia.

 

No fim de abril, Marte fica conjunto com Plutão, aumentando a agressividade na defesa de posições. Em maio, Urano deixa o signo de Áries para passar uma temporada em Touro, onde fica até novembro.  Em março de 2019, retorna para Áries. Essa mudança temporária de signo nos fará perceber, aos poucos, o legado de um dos aspectos astrológicos mais relevantes dos últimos anos: a quadratura entre os planetas Urano e Plutão, que se iniciou em 2010 e à qual se pode associar, por exemplo, os problemas dos refugiados, a crise econômica nos países desenvolvidos e resultados imprevistos em eleições e outras consultas populares.

 

Urano, como regente dos grupos sociais, motivou a ânsia pelo novo em sua passagem por Áries e, ao ingressar em Touro, dará indícios do que ficará estabelecido em decorrência dos questionamentos anteriores. Júpiter em Escorpião mantém ativo o debate sobre questões de gênero e sexualidade.

 

Virgínia Gaia

 

Comportamento e vida pessoal

 

“O planeta Júpiter, o grande expansor da astrologia, transitará pelo signo de Escorpião até novembro de 2018, evidenciando os temas relacionados à sexualidade e à necessidade de autoconhecimento, além de reforçar o interesse por temas como magia e ocultismo”, afirma a especialista.


O ano começa com foco nos relacionamentos afetivos e sociais. Em 31 de janeiro, um eclipse lunar total em Leão, com o Sol conjunto a Vênus, estimula a pensar em nossa expressão social e na necessidade de respeitar a si mesmo em todos os tipos de relacionamento. Em 15 de fevereiro, um eclipse solar parcial em Aquário convida à reflexão sobre o que é realidade e o que é sonho nas relações pessoais. Esses dois primeiros eclipses do ano afetam principalmente quem tem o Sol, o Ascendente, a Lua ou pontos importantes do mapa em Leão ou Aquário.

 

Em 12 de julho, um emotivo eclipse solar parcial em Câncer com Sol e Lua em oposição a Plutão, em Capricórnio, volta as atenções para questões familiares e a importância da família em um momento marcado por mudanças na sociedade. Trata-se de buscar na intimidade o apoio emocional necessário para lidar com pressões externas, como o trabalho ou o ambiente social em geral. Esse eclipse será especialmente relevante para quem tem o Sol, o Ascendente, a Lua ou pontos importantes do mapa em Câncer ou Capricórnio.

Em 27 de julho, um eclipse lunar total em Aquário com Lua conjunta a Marte, realça a importância de defender os próprios ideais sem agressividade, a ocupação do lugar de fala sem ofender ninguém. O momento requer cuidado para não se envolver em disputas agressivas, sobretudo nas redes sociais, lembrando que a Internet é um terreno aquariano por excelência. Por fim, em 11 de agosto, teremos um eclipse solar parcial em Leão, que complementa o eclipse lunar de julho chamando atenção para a relevância da autenticidade na exposição social.

 

Mundo

 

“Como Júpiter rege a justiça, sua presença em Escorpião fará de 2018 um período de revelação de verdades ocultas, de modo que o desejo coletivo pela investigação de figuras públicas e autoridades deve se manter”, afirma Virgínia Gaia.

Júpiter no transformador signo de Escorpião também pode promover mudanças nas políticas relacionadas aos refugiados e outras causas humanitárias e acirrar diferenças ideológicas e religiosas.

 

Em 2008, o ingresso de Plutão em Capricórnio marcou, com a grande crise econômica nos Estados Unidos e na Europa, o início de um ciclo de reflexão sobre os recursos disponíveis para suprir a sociedade e a necessidade de administrá-los melhor. Esse ciclo vai até 2023, e o ingresso de Saturno em Capricórnio no final de 2017 intensificará essa revisão em 2018.

 

A economia internacional, que vem melhorando na medida em que a quadratura entre Plutão e Urano formada em 2010 se atenua, deve continuar sua trajetória positiva em 2018, sobretudo no segundo semestre, quando Urano entra em Touro, que é o signo da riqueza. A consolidação desse movimento, porém, só ocorrerá depois de 2019.

 

Na arena política, a entrada de Saturno em Capricórnio aponta para a intensificação de tendências conservadoras, principalmente entre março e maio.


 

Brasil

 

Em 2018, Júpiter estará cruzando o meio do céu do mapa astral do Brasil, o ponto do governo e da imagem pública. Aliás, é interessante que o meio do céu do mapa do país esteja justamente em Escorpião, que é o signo das coisas ocultas e do potencial transformador.

 

Talvez se possa até atribuir a esse trânsito em 2018 a aura de mistério que circunda as eleições presidenciais. De todo modo, a tendência é de que a escolha do próximo presidente seja muito pautada por certa sede de justiça, pelo carisma pessoal do candidato e por uma imagem de lisura, não necessariamente fundamentada. Ou seja: há algum risco de ilusão.

 

O cenário astrológico também promete mais revelações no campo político, e pode haver surpresas envolvendo a justiça no período imediatamente anterior ou posterior ao eclipse de 11 de agosto. Na economia, destacam-se alguma movimentação, embora isso ainda não signifique a plena retomada do crescimento, e a necessidade de ajustes nas contas do governo. “O trânsito de Saturno ativará a conjunção entre os planetas Netuno e Urano no mapa do Brasil, evidenciando a necessidade de maior atenção às finanças públicas”, enfatiza Virgínia Gaia.

 

Serviço

Virgínia Gaia

www.virginiagaia.com.br

Canal no YouTube: www.youtube.com/virginiagaiaoficial

@virginiagaia

(11) 99970-2260

contato@virginiagaia.com.br



 


Todos os direitos reservados - 2014
Política de Privacidade
Termos e Condições
Anúncie Conosco:
SHIS QI 05, Bloco F, sala 122, Centro Comercial Gilberto Salomão
CEP 71615-560 - Brasília - DF - Brasil
Telefone: +55 (61) 3364-4512 | Email: info@gpsbrasilia.com.br
{slideshow_baner}