GPS | CULTURA

Movie-se: Assassinato no Expresso do Oriente

COLABORADOR Pedro Lira   
|   29/11/2017 12:00 ( atualizada 29/11/2017 12:00)   
FOTO Reprodução   
Em adaptação de famosa obra de Agatha Christie, Kenneth Branagh traz às telas clima clássico de suspense inglês

Entreter o público nos tempos modernos parece estar diretamente ligado às pirotecnias visuais, efeitos especiais e roteiros leves, sem exigir muito da inteligência do espectador, vide o sucesso extremo dos vários filmes de super heróis que pipocaram nas telonas nos últimos anos. No entanto, Assassinato no Expresso do Oriente veio para provar que essa não é uma regra.

 

Com roteiro linear e cheio de reviravoltas, o diretor e ator Kenneth Branagh, que vive o famoso detetive Hercule Poirot, consegue segurar a atenção do público do início ao fim. Na trama, um grupo de pessoas viaja em um luxuoso trem, que é obrigado a parar por conta de uma nevasca, e tem um dos passageiros misteriosamente assassinado. Cabe ao detetive investigar os vários suspeitos e ligar suas histórias a um crime do passado.

 

A história foi criada pela rainha do suspense Agatha Christie que, nos cinemas, não teve o reconhecimento merecido nos últimos anos. É ótimo ver uma adaptação com elenco de peso e boa direção trazendo de volta aos holofotes o gênero que outrora foi um dos queridinhos do público. Investigações envolvendo a alta sociedade inglesa, detetives e pistas de crime ainda conseguem entreter e levar surpresas (e suspense!) a todas as gerações.

 

 

O filme já havia sido adaptado em 1974, com direção de Sidney Lumet (que assinou Doze Homens e uma Sentença, Serpico e Um Dia de Cão). No cast, Albert Finney (indicado ao Oscar pelo trabalho), Ingrid Bergman (que levou o prêmio), e Lauren Bacall, Sean Connery e Anthony Perkins. A adaptação foi bem recebida pelo público e crítica, o que gerou certa expectativa para o trabalho de Branagh.

 

No elenco da versão 2017 estào Michelle Pfeiffer, Judi Dench, Daisy Ridley, Johnny Depp, Josh Gad, Willem Dafoe e Penélope Cruz. Todos se saem muito bem nos papéis. Um tanto caricatos, mas cheios de teatralidade inglesa. O destaque vai para Michelle Pfeiffer. Em vários momentos, ela rouba a cena com a atuação já conhecida e consagrada em Hollywood. Kenneth Branagh também não fica para trás, colocando excentricidade e profundidade em um personagem visto nas telonas em 1974.

 

Assassinato no Expresso do Oriente é uma boa pedida para apreciar uma ótima fotografia, figurino, roteiro e atuação. É inevitável ter as próprias suspeitas de quem cometeu o crime, mas as surpresas guardadas pelo diretor vão além do assassinado. O debate se estende à ética, racismo, alcoolismo e homicídio. Valem cada minuto do longa.


Todos os direitos reservados - 2014
Política de Privacidade
Termos e Condições
Anúncie Conosco:
SHIS QI 05, Bloco F, sala 122, Centro Comercial Gilberto Salomão
CEP 71615-560 - Brasília - DF - Brasil
Telefone: +55 (61) 3364-4512 | Email: info@gpsbrasilia.com.br
{slideshow_baner}