GPS | BEM-ESTAR

Meditar é para todos

COLABORADOR Deborah Sogayar   
|   21/11/2017 12:00 ( atualizada 21/11/2017 12:00)   
FOTO Reprodução   
A prática da meditação é objeto de estudo de pesquisas científicas e pode ser feita independente de idade ou crença. Conheça!

Se você acha que a meditação é uma prática exclusiva para monges budistas das montanhas longínquas da Índia, o GPS|Brasília te mostra que não é bem assim. Boa notícia: você pode praticá-la em qualquer ambiente, seja em casa, seja no trabalho, ou em situações de estresse e ansiedade, independente de crença religiosa. Para desmistificar um pouco mais a atividade, Claudia Salomão conta como a aplica à correria do dia-a-dia.

 

Contrário ao que muitos pensam, meditação não é hipnose ou auto-sugestão. Muito menos encontrar a paz imediata. A definição não é exata, visto que a origem milenar transpassou inúmeras culturas e religiões, mas algumas características podem se repetir entre as tradições. Algumas delas são: focar a mente em um único objeto - por exemplo, na respiração, em um mantra ou em uma estátua -; abertura mental para o divino; estado de mente "vazia"; e contemplação da realidade e/ou desenvolvimento de uma qualidade mental - como energia, concentração, plena atenção, bondade, entre outras coisas. É importante destacar que a plena compreensão do que é meditação deve ser analisada a partir do contexto em que é apresentada, dependendo da escola ou religião que apresenta a prática.

 

Ainda não entendeu? Veja o vídeo abaixo.

 

 

 

Saúde e bem-estar comprovados

 

Aqueles que praticam regularmente a meditação logo percebem melhora no raciocínio, memória e concentração, bem como a diminuição do estresse e ansiedade. Isso tudo pareceria papo de hippie se não tivesse o respaldo médico. Mais do que um misticismo, atualmente ela é prescrita por médicos de diversas áreas.

 

Segundo pesquisas sobre o assunto, independente da técnica utilizada, os efeitos da meditação no cérebro são parecidos. Na prática, a atividade aumenta a atividade do córtex cingulado anterior (área ligada à atenção e à concentração), do córtex pré-frontal (ligado à coordenação motora) e do hipocampo (que armazena a memória). Também estimula a amígdala, que regula as emoções e, quando acionada, acelera o funcionamento do hipotálamo, responsável pela sensação de relaxamento.

 

Universidades como a Unifesp e Harvard realizaram estudos sobre os benefícios da meditação na melhora da saúde e os resultados foram mais que satisfatórios: os objetos de pesquisa demonstraram melhoras na postura e respiração, maior disposição, mudanças no hábito intestinal e redução de dores físicas.

 

Além de dar um upgrade na saúde em geral, estudos indicam que o exercício é capaz de alterar a forma do cérebro e rejuvenescer. É o que indicam duas pesquisas da neurocirurgiã do Hospital Geral de Massachusetts, Sara Lazar, uma de 2005 e outra de 2011.

 

A produtividade também pode ser afetada pela meditação. Um estudo do departamento de psicologia da Universidade de Santa Bárbara comprovou que os participantes obtiveram clara melhoria na capacidade de concentração e memória, incrementando a alta performance no trabalho.


 

Rotina 

 

Provando que meditação é para todos, a empresária Claudia Salomão conta ao GPS|Brasília como se tornou adepta do método e um pouco da sua rotina. "Eu comecei a praticar porque queria achar uma maneira de acalmar e relaxar. No início, eu me achava incapaz, pensava que precisava de alguma técnica. Então conheci uma pessoa que frequentava muito a Índia e ela me deu algumas dicas", afirma.

 

 

Stella Lutterbach e Cláudia Salomão

 

Ela conta que, ao longo dos estudos, aprendeu que não era necessário dedicar horas do dia para a atividade, e que poucos minutos bastavam para começar a ver os resultados. "Conheço pessoas que fazem meditação ao acordar ou com um relógio ao lado para contar o tempo. Eu prefiro fazer em momentos de necessidade, quando estou acelerada demais ou quando preciso tomar uma decisão importante", revela.

 

Claudia, que se considera muito católica, prova que a atividade tem muito mais a ver como estado de espírito do que com religião ou seita: "para mim, é como se a gente ouvisse uma voz que vem de dentro, uma conexão comigo mesma. Esse é meu momento de intimidade com o Espírito Santo."

 

Anualmente, a RP traz para a capital alguns cursos de meditação, ministrados por monges indianos. A última edição, em outubro deste ano, trouxe o curso Fonte & Sincronicidade em parceria com a arquiteta Stella Lutterbach. O próximo ainda não tem data, mas a expectativa é grande.

 


Todos os direitos reservados - 2014
Política de Privacidade
Termos e Condições
Anúncie Conosco:
SHIS QI 05, Bloco F, sala 122, Centro Comercial Gilberto Salomão
CEP 71615-560 - Brasília - DF - Brasil
Telefone: +55 (61) 3364-4512 | Email: info@gpsbrasilia.com.br
{slideshow_baner}