GPS | ARTIGOS

Obesidade, não!

Médico Flávio Cadegiani alerta sobre os perigos de uma das doenças mais fatais de todo o planeta

Nos últimos 10 anos, as taxas de obesidade cresceram 60% em todo o Brasil. Os dados do Ministério da Saúde comprovam que, mais que uma preocupação estética, trata-se de uma doença grave - e que atinge um a cada cinco brasileiros. É, de fato, uma questão de saúde pública. Hoje, 11, quando é lembrada pela Dia Mundial de Combate à Obesidade, especialistas como o médico Flávio Cadegiani (da Corpometria) alertam sobre os perigos de uma das doenças mais fatais de todo o planeta.
 

Mais que estética
 

Quando não tratado, o sobrepeso contribui para incidência de diabetes e hipertensão. São diversos os fatores que podem culminar em um quadro grave, como mudanças hormonais e questões de cunho psicológico. "A sociedade ainda trata esta doença como se fosse uma frescura e ainda a enxerga com preconceito, e isso é uma das grandes causas de estarmos perdendo a guerra para a obesidade", salienta Flávio. 
 

O endocrinologista ressalta que houve um aumento nas pesquisas para entender melhor a doença, mas ainda há uma lacuna prática nos tratamentos atuais. "A obesidade não é tratada apenas com medicamento, precisa de um atendimento multidisciplinar – com acompanhamento psicológico e prática de atividade física, além de uma alimentação orientada por profissional", encerra. 
 

Em tempo: Cadegiani é um dos profissionais mais requisitados nessa temática. É recorrente a participação do especialista em congressos e eventos para debatar a questão. Em 2015, por exemplo, Flávio realizou a Blitz da Obesidade em parceria com a GPS Brasília


Todos os direitos reservados - 2014
Política de Privacidade
Termos e Condições
Anúncie Conosco:
SHIS QI 05, Bloco F, sala 122, Centro Comercial Gilberto Salomão
CEP 71615-560 - Brasília - DF - Brasil
Telefone: +55 (61) 3364-4512 | Email: info@gpsbrasilia.com.br
{slideshow_baner}