GPS | ENTRETENIMENTO

Elvis não morreu

COLABORADOR Deborah Sogayar   
|   10/10/2017 07:00 ( atualizada 10/10/2017 07:00)   
FOTO Cortesia   
Maior cover do rei do rock faz apresentação única na capital e GPS|Brasília bate-papo com o artista

O rei do rock pode não estar mais entre nós, mas seu espírito definitivamente não morreu. Se você também acredita nisso, mesmo após 40 anos do falecimento de Elvis Presley, você não pode perder essa oportunidade. Eleito o maior artista-tributo do cantor pelo Worldwide Ultimate Elvis Tribute Artist Content, Ben Portsmouth colocou Brasília como um dos pontos de parada de sua turnê mundial. No sábado, 21, o Centro de Convenções Ulysses Guimarães irá a loucura com a fidedignidade do cover.

 

Essa é a terceira vez que Portsmouth vem ao Brasil e promete não tirar mais o país da rota de seus shows internacionais. "Eu posso reconhecer um brasileiro em qualquer parte do mundo, eles dançam muito bem e as mulheres são sempre lindas", brinca. No repertório, apenas sucessos. Desde Jailhouse e All Shook Up, do início da carreira de Presley, até os clássicos das décadas de 1960 e 70, como Love me Tender, It’s Now or Never, Bridge Over Troubled Water, Kiss me Quick e Surrender. Falando de música, o cantor elege An American Trilogy como sua favorita. "Eu acho que é uma música muito poderosa, que resume todo o fenômeno que era Elvis", explica.

 

 

A little more conversation

 

Em entrevista exclusiva ao GPS|Brasília, o cantor conta que desde pequeno canta as músicas de Elvis, mas que começou a se apresentar em público aos 24 anos, com incentivo de familiares e amigos. “Homenageá-lo foi algo que aconteceu naturalmente para mim", destaca.

 

Portsmouth chama atenção não só pela aparência semelhante, mas em especial quanto a performance em palco e voz. Ainda assim, é humilde quando comparado ao Rei. "Eu acho que Elvis era um homem de aparência única, e ninguém realmente se parece com ele, mas eu tento criar uma miragem de sua aparência e som no palco", afirma. Ao ser perguntado sobre separar a vida pessoal da profissional, o artista respondeu que “ser Elvis é um trabalho intermitente, mesmo fora do palco, mas eu tento me separar dele ao máximo quando não estou trabalhando”. Ele ainda completa: “Eu gosto de encontrar com meus fãs depois dos shows e agradecê-los pela presença, mas gosto de ter privacidade fora dos palcos."

 

O britânico é o primeiro não-americano a ganhar o título de maior artista-tributo no prêmio máximo das competições desse nicho. Segundo o cantor, ele canaliza toda sua energia no seu Elvis interior e não vê dificuldade em mudar o sotaque para uma melhor apresentação. Por todo esse compromisso, Ben Portsmouth já encantou mais de 2 milhões de pessoas mundo afora e não pretende parar tão cedo. 

 

 

Serviço

Ben Portsmouth is Elvis - 2017 World Tour

Data: sábado, 21 de outubro de 2017, a partir das 21h30

Local: Auditório Planalto, do Centro de Convenções Ulysses Guimarães (Eixo Monumental).

Informações: (61) 3554-4005 ou (61) 98141-1990.

Classificação indicativa: 12 anos.

Ingressos: R$ 80 (poltrona especial), R$ 100 (poltrona VIP) e R$ 200 (poltrona gold)

*Valores referentes à meia-entrada e sujeitos a alterações sem aviso prévio.

Pontos de venda: 

Central de Ingressos do Brasília Shopping (sem taxa de conveniência).

Vendas on-line e call center – www.eventim.com.br ou (61) 4003-6860.

Vendas para grupos: joaofelipe@ohartes.com.br ou 98141-1990.


Todos os direitos reservados - 2014
Política de Privacidade
Termos e Condições
Anúncie Conosco:
SHIS QI 05, Bloco F, sala 122, Centro Comercial Gilberto Salomão
CEP 71615-560 - Brasília - DF - Brasil
Telefone: +55 (61) 3364-4512 | Email: info@gpsbrasilia.com.br
{slideshow_baner}