GPS | LIFESTYLE

Healthy is the new skinny

COLABORADOR Deborah Sogayar   
|   30/09/2017 16:33 ( atualizada 30/09/2017 16:33)   
FOTO Reprodução   
As gordinhas se aceitam como são e brilham, tanto no dia-a-dia quanto nas passarelas. Confira os ícones que estão mudando o padrão e dando o que falar.

Geração saúde. A gente ouve muito esse nome para denominar o tempo em que vivemos. Isso porque somos bombardeados com informações sobre novas dietas diariamente, desde as diversas variações de suco detox até as mais extremistas, como a dieta paleolítica - que só te permite consumir carne e legumes em dias alternados. No entanto, essas fórmulas perfeitas em prol da saúde são maquiadas pela busca da perfeição estética e nem sempre trazem benefícios reais ao corpo. Foi dessa forma, enaltecendo o corpo natural e saudável, que blogueiras e modelos fizeram a fama no mundo da moda. 

 

A consultora de imagem e especialista em plus size Lilian Lemos afirma que esse nicho de mercado em Brasília aumentou em 300% desde 2013. Ela, que já lutou muito com a balança, hoje também faz papel de conselheira para as clientes. “Existe ainda um tabu acerca desse assunto. O corpo gordo não é aceito. As pessoas sabem que devem aceitar, mas a aceitação tem que vir de dentro”, ressalta.

 

A consultora de imagem Lilian Lemos encontrou dificuldades para se vestir após ganhar peso e hoje é especialista em moda plus size e referência em Brasília em consultoria de imagem

 

 

Lilian destaca algumas técnicas que diferenciam o atendimento a mulheres maiores. Por exemplo, ela utiliza uma fita métrica sem números, apenas com símbolos, para que a cliente se sinta mais confortável na hora da medição. A consultora explica que o intuito é evitar os rótulos que as gordas já recebem diariamente. Ela procura também quebrar algumas “regrinhas” que vemos normalmente no mundo da moda, ligadas a restrições de peças, cores, texturas e formatos para essas pessoas. “Nada é proibido para a mulher gorda”, levanta. 

 

 


Luz na passarela

 

Da direita para a esquerda, as topmodels Stephanie Viada, Ashley Graham e Cancide Huffine, mostrando a beleza da mulher real

 

 

Nomes como Ashley Graham, Candice Huffine e Stephanie Viada são frequentemente levantados quando o assunto é beleza gorda. As gatas arrasam nas passarelas e fotos editoriais em qualquer estilo, seja em vestidos de gala, casual ou moda praia. É notável a confiança que possuem em seus respectivos corpos e quebram estigmas por onde passam, além de atraírem olhares espantados com tamanho charme e elegância. No Brasil, uma das referências é a top Fluvia Lacerda, considerada a Gisele Bündchen plus size depois de ser descoberta nos Estados Unidos. A brasileira recentemente desfilou no São Paulo Fashion Week para a coleção de Rafael Braga.

 

Alexandre Herchcovitch é um dos estilistas que iniciou os projetos de modelagem plus size. Outras marcas de renome também abrilhantam as passarelas nos principais desfiles do mundo, como a grife Chromat, que apresentou sua coleção de inverno 2018 em fevereiro deste ano em New York. Foi neste ano também que a semana de moda da Colômbia apresentou pela primeira vez um desfile plus size, após 28 anos de existência. 

 

Alexandre Herchcovitch mostra que elegância também combina com as mulheres plus size em sua nova coleção

 

 

O cenário vem mudando gradativamente. Recentemente, os grupos de moda franceses LVMH e Kering divulgaram que não vão mais aceitar modelos supermagras em seus desfiles. A iniciativa surgiu em resposta às constantes críticas de que a indústria fashion propaga a normatização de distúrbios alimentares. As marcas afetadas são Louis Vuitton, Christian Dior, Givenchy, Yves Saint Laurent, Gucci e Sephora, que afirmam ter assinado um estatuto pelo bem-estar das modelos.  De acordo com o documento, todas as modelos contratadas terão que vestir acima do tamanho 32 na França, o equivalente ao 34 no Brasil. Além disso, as modelos com menos de 16 anos de idade não serão mais usadas para promover roupas de adultos.

 

 

 

Palavra de especialista

 

O endocrinologista e o nutrológo são médicos que atuam no diagnóstico de deficiências hormonais e nutricionais, buscando a melhora da saúde e da longevidade das pessoas. A doutora especialista da área, Ully Alla explica que saúde não está diretamente associada ao corpo fino, muito menos à estética. “Magreza não é e nunca foi sinônimo de saúde. Na realidade, a saúde está relacionada a hábitos de vida saudáveis, atividade física, felicidade e satisfação. E é nisto que nós médicos endocrinologistas e nutrólogos focamos. O que acontece é que muitas vezes neste processo de melhora de qualidade de vida, os pacientes que estão com excesso de peso, emagrecem”, esclarece.

 

 

A Organização Mundial da Saúde, porém, adverte que pessoas com índice de massa corpórea acima de 25 não são saudáveis, mesmo que tenham exames dentro dos limites normais – com exceção de atletas cujo peso recai sobre a grande quantidade de massa muscular. Dr. Ully afirma que essa “normalidade” dos exames é relativa e temporária. “Sabemos que nestes casos de excesso de peso por aumento de gordura corporal, o corpo vive em estado inflamatório, num ambiente de excesso de insulina e de excesso de hormônios relacionados ao estresse. Assim, a pessoa tem maior risco de desenvolver doenças cardiovasculares e maior risco de mortalidade por todas causas”, explica. A especialista declara que é preciso alcançar o equilíbrio: nem magreza, nem excesso de peso.

 

Por isso, é preciso checar a saúde periodicamente. Ully Alla destaca a avaliação de níveis glicêmicos, do metabolismo, a resposta do corpo à glicemia, função tireoidiana, composição corporal, níveis hormonais, qualidade do sono, funcionamento intestinal, entre outras coisas. Exames estes que endocrinologistas e nutrólogos estão aptos a avaliarem.

 

Por fim, a especialista dá um recado aos jovens suscetíveis a distúrbios alimentares e/ou bullying: “temos que ser felizes acima de tudo, estarmos bem com nós mesmos e buscarmos um estilo de vida saudável, sem exageros e restrições e, principalmente sem culpas.”

 

 

 


Todos os direitos reservados - 2014
Política de Privacidade
Termos e Condições
Anúncie Conosco:
SHIS QI 05, Bloco F, sala 122, Centro Comercial Gilberto Salomão
CEP 71615-560 - Brasília - DF - Brasil
Telefone: +55 (61) 3364-4512 | Email: info@gpsbrasilia.com.br
{slideshow_baner}