GPS | DEGUSTAÇÃO

Vinho para elas

COLABORADOR Deborah Sogayar   
|   02/10/2017 13:30 ( atualizada 02/10/2017 13:30)   
FOTO Reprodução   
Antes protagonizado pelos homens, setor de produção do vinho passa a ser conquistado pelas mulheres

Há séculos, inúmeros espaços de luxo e respeito são ocupados por homens, mas, aos poucos, esse cenário vem mudando gradativamente. Em confrarias e eventos vinícolas, por exemplo, as mulheres são cada vez mais o principal público alvo, sendo profissionais ou não. Elas não querem mais degustar vinhos ditos apropriados (doces, frutados, fáceis de beber). Visam, por outro lado, criticar, produzir e entender a fundo todas as facetas dessa bebida milenar.

Não é de hoje, porém, que elas se interessam pela cultura, produção e degustação da bebida. Desde o século XVIII, as mulheres são protagonistas importantes da história do vinho, mesmo que pouco conhecidas. Barbe-Nicole Clicquot Ponsardin (1777-1866), viúva aos 27 e sem conhecimento empresarial, tocou a vinícola do marido sozinha e, em pouco mais de uma década, transformou o pequeno empreendimento em um Império vinícola.

Antônia Adelaide Ferreira (1811-1896) defendeu os negócios do Vinho do Porto em meio a constante falta de apoio dos governos portugueses. Assim, se tornou a pessoa mais rica do Alto Douro vinhateiro e em uma das mais poderosas da época em Portugal. Atualmente, figuras femininas também possuem destaque, como Maria Luz Marin, primeira mulher enóloga do Chile - um dos países referência na produção da bebida - e a inglesa Jancis Robinson, primeira especialista fora do círculo de vinicultores que recebeu o título de Master of Wine.


No Brasil, a dominação masculina no setor não foi diferente. Mônica Rosseti e Jane Pizzato são dois nomes que se destacam na enologia brasileira. Hoje, as apreciadoras de uma das bebidas de maior status no mundo mostram que o vinho não é uma questão de gênero, mas de paixão.
 



Para elas

Com o objetivo de fortalecer a cultura de consumo de vinho de qualidade entre as mulheres, alguns restaurantes no Distrito Federal vêm promovendo eventos especiais para elas. Além de proporcionar momentos de interação, diversão e network, as apreciadoras podem degustar as melhores marcas das bebidas e aprender um pouco mais sobre esse universo.

A empresária Daiany Barbosa, por exemplo, está lançando no Domaine Bar a Vin sua Quarta Rouge, dedicada a elas. A proposta da casa é enriquecer ainda mais a experiência das mulheres que já movimentam as quartas do bar, além trazer novas degustadoras e promover a reunião de confrarias no local. 

Para começar bem, toda quarta-feira a casa fará um Open Wine com rótulos que vão variar a cada semana, sempre das 18h às 19h. Na segunda quarta-feira de cada mês, a Quarta Rouge será ainda mais especial com a presença de um convidado para palestras, workshops, aulas e degustações guiadas feitas exclusivamente para o público do dia.


Aquelas que preferem degustar a bebida acompanhadas, podem ainda aproveitar a terça do vinho no Restaurante Bamboa Bar, que traz um cardápio especial para o casal. O estabelecimento oferece duas opções de menu fechados e harmonizados por sommeliers da casa.
 



Para a saúde

É comprovado cientificamente que o vinho traz diversos benefícios para a saúde do corpo e da mente. Pesquisas recentes sugerem que a bebida pode promover uma vida útil mais longa e proteger contra certos tipos de câncer. Dentre os alcoólicos, o vinho é um dos vencedores na categoria saúde.

 

  • O consumo moderado de vinho tinto (até duas doses) pode reduzir o risco de doenças cardíacas em até 20%. Isso porque o álcool da bebida reduz a formação de placas de entupimento das artérias, aumenta o colesterol bom e inibe a coagulação do sangue.

  • Além disso, os componentes não alcoólicos da bebida ajudam a regular o teor de açúcar nas veias e artérias do corpo. Mesmo assim, alguns pesquisadores, como os israelenses da Universidade Ben-Gurion, destacam que os resultados positivos dependem de condições genéticas individuais.

  • Estudos comprovam que o vinho é capaz de reduzir os riscos de demência e doença de Alzheimer em pessoas que consumem moderadamente em comparação àquelas que não bebem. Além de prevenir, a bebida também pode melhorar as funções cerebrais.

  • Pesquisadores espanhois relataram uma taxa de 32% menos casos de depressão em apreciadores da bebida.

  • O vinho também pode retardar o crescimento de células cancerígenas na mama e na próstata, além de evitar o desenvolvimento de tumores na boca. Cientistas franceses, por sua vez, descobriram que um antioxidante do vinho, o resveratrol, pode conter o crescimento de câncer no fígado.

  • Estudiosos da Harvard Medical School descobriram que o vinho tinto tem propriedades que previnem o envelhecimento, também graças ao resveratol.

 

Serviço

Quarta Rouge - Domaine

Local: CLS 104, Bloco A, Loja 32

Data: Toda quarta-feira, com open wine das 18h às 19h e toda segunda quarta-feira do mês com convidado especial

 


Todos os direitos reservados - 2014
Política de Privacidade
Termos e Condições
Anúncie Conosco:
SHIS QI 05, Bloco F, sala 122, Centro Comercial Gilberto Salomão
CEP 71615-560 - Brasília - DF - Brasil
Telefone: +55 (61) 3364-4512 | Email: info@gpsbrasilia.com.br
{slideshow_baner}