GPS | COTIDIANO

Visita especial

COLABORADOR Pedro Lira   
|   15/06/2017 07:00 ( atualizada 15/06/2017 07:00)   
FOTO Fernando Veler   
Arquitetos de empresa responsável pela Pirâmide do Louvre fazem tour em Brasília e opinam o estilo da cidade

Para quem mora em uma cidade idealizada por nomes como Oscar Niemeyer e Lúcio Costa, o design faz parte da essência. As linhas que definem Brasília e os monumentos que a simbolizam são únicos e criaram um novo estilo de expressão estética, uma espécie de assinatura reconhecida mundialmente.

 

Por causa dessa fama mundial da Capital, os arquitetos George Miller e José Bruguera, da Pei Cobb Freed & Partners, de NY, vieram para Brasília, ansiosos para conhecer de perto as belezas da cidade. Responsáveis pelo novo projeto de expansão do Iesb, os profissionais participaram de uma palestra e avaliaram projetos dos estudantes da instituição. Na agenda, um tour por Brasília para entender mais a arquitetura de Niemeyer e Lúcio Costa.

 

No roteiro, os arquitetos e estudantes passaram pela Superquadra da 308, modelo do projeto oficial da Capital. Encantados pelos cobogós tão característicos da cidade e pela Igrejinha Nossa Senhora de Fátima, registraram todos os momentos com uma câmera fotográfica a tiracolo.

 

 

"O formato do prédio é muito encantador, sem falar na elegância dos azulejos de Athos Bulcão", comentou George Miller, que não conhecia o artista. A Igrejinha tem 59 anos e foi o primeiro prédio de Niemeyer construído em Brasília.

 

O segundo destino foi o Setor Militar Urbano, onde Miller e Bruguera se divertiram com a brincadeira do eco na Concha Acústica do exército. No meio da visita, pausa para uma brincadeira. Miller posicionou todos os alunos em posição de marcha e tirou uma foto do "Exército Estudantil".

 

 

Paixão pela Catedral

 

Quando questionado sobre o que achou de uma das construções mais icônicas de Brasília, George é categórico: "O ponto alto da visita foi definitivamente a Catedral. Vista por fora a construção é linda e sensível, mas quando entramos a experiência é ainda mais profunda", diz. Os vitrais e os anjos suspensos foram detalhes admirados pelo profissional.

 

Quando questionados sobre a ideia de uma cidade construída do zero, Miller e Bruguera elogiam Niemeyer por pensar na locomoção das pessoas. "Acho que o mais importante em um projeto é a liberdade de ir e vir. Pensar no transporte público, carros e pedestres", defende. "Além disso, a necessidade de uma vida saudável. Os jovens têm percebido a importância da arquitetura sustentável."

 

O americano e o espanhol visitaram outros estados brasileiros, como Rio e São Paulo, mas se encantaram com o acolhimento dos brasilienses. "Adoramos Brasília, nos sentimos acolhidos e muito bem recebidos. A arquitetura e estilo da cidade é muito boa. Tudo é arejado, leve, acolhedor", diz.

 


Todos os direitos reservados - 2014
Política de Privacidade
Termos e Condições
Anúncie Conosco:
SHIS QI 05, Bloco F, sala 122, Centro Comercial Gilberto Salomão
CEP 71615-560 - Brasília - DF - Brasil
Telefone: +55 (61) 3364-4512 | Email: info@gpsbrasilia.com.br
{slideshow_baner}