GPS | CULTURA

Drag: arte e política

Drag queens Sara Lola e Nina Paola protestam no Congresso Nacional e trazem espetáculo carioca para a cidade

Não é rotina uma intervenção artística de drag queens no Congresso Nacional. Com objetivo de romper barreiras e debater minorias e LGBTs, as drags Sara Lola e Nina Paola, brasilienses moradoras do Rio de Janeiro, chegaram a cidade. As artistas participaram de protesto no Congresso e se preparam para dois espetáculos na cidade, ainda este final de semana.

 

"As pessoas tem preconceito com a política achando que podem se isentar dela, mas viver em sociedade é fazer política e para nós, ser uma drag já é um ato político", explica Sara. Segundo a artista, o momento que o país passa é obscuro e o posicionamento de todos é fundamental. "Estamos passando por retrocessos absurdos que chocam com nossa forma de viver. Não podemos ficar calados, temos que mostrar nossa voz".

 

Mas não pense que é fácil. A arte de ser drag queen, segundo as artistas, é um desafio diário. "Os LGBT sempre dizem que acordar significa uma vitória por mais um dia que se viveu e um desafio pelo que ainda vem", diz Sara. "Sair de casa, pegar um táxi, entrar em uma farmácia como drag é uma batalha, mas esse é o veículo que temos para falar, modificar comportamento social, afrouxar preconceitos. É difícil e ao mesmo tempo necessário", defende.

 

Apesar de debater questões como igualdade de gênero e preconceitos, a linguagem de Sara e Nina é a arte. "Nossa mensagem se torna política quando damos voz às minorias e não deixamos que as pessoas se esqueçam que estamos aqui. É preciso falar e debater a questão", defende Nina. "A arte por si só leva o debate as pessoas. A arte drag causa um estranhamento. Ao mesmo tempo que cativa e é maravilhoso, também é amedrontador, diferente", explica Sara.

 

 

Namorados e moradores do Rio de Janeiro há dez anos, desde que surgiram as personagens drags, em 2014, os atores não falam muito de si. "Somos um casal de artistas que damos voz a Sara e a Nina, elas devem falar! Elas são as estrelas aqui, não nós", explicam. "Somos conhecidos como o casal da diversidade", brincam.

 

O principal foco do trabalho é a liberdade de ser quem é. "Nossa produção autoral passa a mensagem de seja quem você quiser ser! E para isso buscamos sempre romper barreiras e chegar a mais pessoas", conta Sara. No Rio de Janeiro, as duas são conhecidas por apresentações em bares tradicionais da cidade, teatros e até shows nas calçadas.

 

Essa busca por públicos diferentes veio da vontade de levar a arte drag para fora do cenário gay. "Queremos nos comunicar com o mundo! Não adianta nos fecharmos no nosso nicho. Gostamos de achar semelhanças na diversidade", conta Nina.

 

Na cidade

 

Apesar de serem brasilienses, essa é a primeira vez que Nina e Sara se apresentam na Capital. Por aqui, vieram a convite do Festival Marco Zero, onde se apresentaram no Congresso Nacional com a performance TransBrasília. As artistas fizeram uma procissão com música, dança e reafirmação de que fazem parte da sociedade, da cultura e da identidade brasileira. "Se o Congresso não vai à diversidade, a diversidade vai ao Congresso”.

 

 

As duas ainda subirão aos palcos este final de semana. "Já que estávamos aqui, marcamos uma apresentação do nosso espetáculo Minhas Mulheres Tristes - uma ode furiosa ao samba-canção", contam. Na peça musical, cantam grandes nomes de mulheres das décadas de 30 a 60 como Dalva de Oliveira, Araci de Almeida, Dolores Duran, Linda e Dircinha Batista, Nora Ney, Carmen Costa, Maysa, Elza Soares e tantas outras. "Parece musical, mas não é, parece show, mas não é. Nossa arte é híbrida", conta Sara.

 

As duas também levarão seu repertório completo para o Bar Santa Fé, no Jardim Botânico. "Esse projeto é como o nosso das ruas do Rio de Janeiro. Nós cantamos nas ruas, em locais onde drags não aparecem", explicam.

 

Serviço

 

Minhas mulheres tristes

Espetáculo teatro musical

Local: Espaço Cena (SCLN 205, bloco C - loja 25, Asa Norte)

Dia 28 de abril - 20horas

Informações: 3349-3937

 

Sara e Nina no bar

Show com o repertório completo da dupla até o presente

Local: Bar Santa Fé (Condomínio San Diego, lote 32 loja 1,2,3 - Jardim Botânico)

Dia 29 de abril - 17h


Todos os direitos reservados - 2014
Política de Privacidade
Termos e Condições
Anúncie Conosco:
SHIS QI 05, Bloco F, sala 122, Centro Comercial Gilberto Salomão
CEP 71615-560 - Brasília - DF - Brasil
Telefone: +55 (61) 3364-4512 | Email: info@gpsbrasilia.com.br
{slideshow_baner}