GPS | COTIDIANO

Entre páginas e esquinas

Bancas de Brasília se reinventam para manter movimento de clientes e se tornam verdadeiros patrimônios da cidade

Eventos culturais, bike foods e até roda de choro! As bancas de jornais e revistas não são as mesmas dos tempos de uma Brasília em crescimento. A cidade, que já alimentou toda a população com notícias impressas em jornais e revistas, hoje está tecnológica e as poucas bancas jornaleiras que restaram precisam mudar a abordagem para manter vivo o interesse do público em notícias impressas.

 

Não há como negar que a força da internet gerou uma crise no modelo de consumir notícias: a grande queda das vendas de jornais e revistas afetou diretamente as várias bancas na cidade, que segundo o Sindicato dos Jornaleiros do DF, uma média de quatro chegam a fechar as portas por ano.

 

O GPS|Brasília escolheu algumas casas da cidade que se reinventaram e continuam sendo referência quando o assunto é banca de jornal!

 

Bike Banca

 

Sucesso em eventos a céu aberto, as bikes da cidade têm um local fixo: a Bike Banca. "Eu e um grupo de amigos nos juntamos e decidimos investir na ideia de loja colaborativa, focando nas diferentes food bikes de Brasília", conta Paulo Oliveira, um dos sócios.

 

A banca conta com as bikes Futebike, com camisas de futebol, Bicivinho, que vende vinhos chilenos, Browniecleta, Camelochopp e Carmim paleteria. As bicicletas sempre se encontram em eventos que a própria banca promove. "Nós temos planos de nos especializamos em cervejas artesanais. Criar happy hours, mostras de cinema e outros planos", conta.

 

 

Banca da Conceição

 

 

Enfeitando ainda mais a Quadra Modelo de Brasília, na 308 Sul, está a Banca da Conceição. Cheia de história, o espaço foi reinventado pela jornalista da cidade Conceição Freitas, que fez do quadradinho de concreto um lugar para comprar além de livros e jornais, produtos e mimos de Brasília.

 

Além dos souvenirs e a valorização da produção literária brasiliense, a casa investe nos mais variados eventos culturais, que movimentam a quadra e lembram o público das bancas da cidade. E o apoio dos brasilienses é grande! “Se depender da empolgação das pessoas, a banca vai virar um grande Carnaval. Cada dia aparece alguém com um projeto diferente", contou em entrevista.

 

 

Copacabanca

 

 

Na 208 Sul, o ritmo é samba! A Banca Copacabanca, cheia do ritmo carioca, apresenta todos os sábados uma roda de choro, a partir das 10h da manhã. A ideia, segundo Lucas Valença, um dos donos, melhorou a imagem do negócio. "Os moradores da quadra adoram. Quem não desce pra curtir de perto, escuta de casa",conta.

 

A iniciativa ajudou também nas vendas. Além de movimentar os compradores durante o sábado, tornou a casa queridinha do público, que sempre que precisa de livros, revistas e jornais, lembra do chorinha de sábado.

 

 

Clássicas da cidade

 

Banca do Lourival

 

 

Não tem como falar de bancas sem mencionar a Banca do Lourival. Primeira de Brasília, o jornaleiro, de 79 anos, abriu as portas da casa em 1960, um mês apó chegar à nova Capital. Além de ter abastecido a cidade com as notícias diárias, Seu Lourival, como é chamado, plantou os dois fícus italianos - árvores gigantes que ficam em frente ao local, formando uma obra de arte natural.

 

Questionado sobre o sucesso de sua banca, acredita que o segredo é a criatividade. "É preciso empreender e ter muito jogo de cintura", diz. Atualmente, uma de suas promoções é: compre uma revista na banca do lourival e ganhe outra em inglês para levantar o seu astral". E se prepare, bater um papo com o simpático Seu Lourival é se encantar pelas poesias criados no improviso do jornaleiro.

 

Chiquinho da UnB

 

 

Francisco Joaquim de Carvalho é um dos personagens que fazem parte da história de Brasília. O jornaleiro chegou à capital em 1969 e começou sua carreira já na Universidade de Brasília. Após trabalhar em livrarias, voltou para a UnB, onde vendeu livros no Centro Acadêmico de Economia e até mesmo de mão em mão, carregando as obras embaixo do braço, até 1989, quando ganhou o espaço onde trabalha até hoje, na Ala Norte do Instituto Central de Ciências da universidade.

 


Todos os direitos reservados - 2014
Política de Privacidade
Termos e Condições
Anúncie Conosco:
SHIS QI 05, Bloco F, sala 122, Centro Comercial Gilberto Salomão
CEP 71615-560 - Brasília - DF - Brasil
Telefone: +55 (61) 3364-4512 | Email: info@gpsbrasilia.com.br
{slideshow_baner}