GPS | DEGUSTAÇÃO

Do Oriente

Oma Japanese Experience. Conheça o novo restaurante japonês da cidade

O Oma Japanese Experience, o mais novo restaurante japonês da cidade, chega com uma proposta de montagens criativas mesclada com a cozinha tradicional. A casa é a mais nova empreitada da dupla Tiago Boita Laude e Leandro Caetano Pompeu, que já estão no mercado da gastronomia há mais de uma década.

Oma vem de Omakase, palavra que significa "nas mãos do chef" ou "aos seus cuidados" e é exatamente essa a proposta do restaurante, proporcionar uma verdadeira experiencia gastronômica para seus clientes. A execução dos pratos é do chef paulista, Marcos Akaki, que morou no Japão por 10 anos.


A casa combina o clássico da culinária oriental com a cozinha contemporânea e foge dos padrões dos tradicionais rodízios que o brasiliense se acostumou. No cardápio, pratos que vão desde as duplas de sushis, de R$ 14 a R$ 30, passando pelos combinados, que variam de R$ 85 até R$ 245, para o combinado do chef, com peças montadas com o que houver de melhor naquele dia. O prato, que não está no menu, varia de acordo com a criatividade de Akaki no momento. Uma verdadeira surpresa!



Para quem gosta de experimentar opções variadas e diferentes, a sugestão é apostar nas entradas especiais, que oferece porções de fingers food que homenageiam chefs de grandes restaurantes japoneses pelo mundo. Destaque para o Ebi Max, (chef Max Kamakura, Miami), feita com camarão crocante empanado no Panko, envolto por tiras de salmão e temperado com teriyaki, tabasco, cebolinha e gergelim torrado (R$ 32) e o Hotategai Butterfly (chef Carlos Ohata, Rio de Janeiro), vieiras canadenses maçaricadas na manteiga de trufas brancas, raspas de limão siciliano e sal vulcânico do Hawaí (R$ 47), que em pouco tempo de casa aberta, já se tornaram os mais pedidos.




Outra entrada que vêm conquistando o paladar do brasiliense é o Atum Foie Gras (chef Bruno Takemoto, Grécia), lâminas de atum cobertas com fatia de foie gras selado, temperado com teriyaki, gengibre, cebolinha, flor de sal e caramelo (R$ 39) e o Gunkan Quail Egg (chef Roberto Okabe, Milano), finas tiras de salmão envolvendo o arroz do niguiri com ovas de salmão e ovo de codorna mal passado e temperado com flor de sal trufado (R$ 42).


A casa oferece também porções exclusivas, como o delicioso Salmão Belly. O prato é feito com 10 fatias largas da barriga do salmão temperadas com shoyu japonês, azeite extra virgem, raspas de limão siciliano e finalizadas com palha de batata doce, gergelim branco torrado e quinoa toast (R$ 40).



Há ainda um espaço dedicado aos pratos quentes, como o Fish Oma feito com pescado do dia pincelado ao tempero oriental de sumisso e grelhado em chapa de ferro fundido, finalizado com purês variados e misto de legumes (R$ 32) e o Risoto Oma, com arroz japonês cozido em técnica italiana ao dente, com suave toque de leite de coco, finalizado com misto de cogumelos, legumes salteados e frutos do mar ao molho de pimenta sweet chilli (R$ 59).


O menu de sobremesas traz deliciosas opções para os mais diferentes paladares, como o Bolo Gota, uma delicada gelatina de limão-taiti, acompanhada de um sorvete cítrico de manga e maracujá, guarnecida de farofa crocante e frutas do bosque (R$ 20,00) e o Xoco Oma, mousse de chocolate belga com sorvete meio amargo, farofa de chocolate e ganache (R$ 21,00).



“A ideia foi fazer algo diferente. Nosso menu oferece desde vieiras até king crab (o caranguejo gigante), sem deixar de lado os clássicos, como atum e salmão, sempre os mais pedidos. Apostamos também em alguns detalhes especiais, como diferentes tipos de sais”, explica Tiago.


Decoração

Logo na entrada, na fachada do restaurante, uma janela redonda e vermelha, simboliza a bandeira do Japão.


O vermelho também aparece nos galhos de árvores secas e nas cordas que decoram o espaço, fazendo uma alusão à lenda do O Akai Ito, o fio vermelho do destino, que conta que os deuses amarram uma corda vermelha invisível na pessoa, no exato momento do nascimento.

"Akai Ito’ é uma lenda que diz que quando a pessoa é destinada a outra, ambas têm um laço vermelho que as ligam, no dedo mindinho. O laço pode embaraçar, emaranhar, mas ele nunca se rompe. O laço não é visível a olho nu, mas está lá desde o momento do nascimento. Quanto mais longo estiver o fio, mas longe as pessoas estão. Sequer a morte o rompe, apenas o alarga para se encontrarem em outra vida”.

Existem duas versões: na versão chinesa, a original, o fio vermelho na verdade é uma corda invisível, que une as almas gêmeas pelo tornozelo e a versão nipônica pelo dedo mindinho.

A louça

As cerâmicas do Oma, confeccionadas pelo Atelier de Hideko Honma, que fica em São Paulo, são verdadeiras obras de arte que já conquistaram grandes nomes da gastronomia, como Alex Atala e Erick Jacquin.

A artista usa somente elementos da natureza, como galhos de eucalipto, palha de bananeiras, pedriscos para dar cor às peças. Submetido às altas temperaturas do forno, o material colhido se transforma em cinza vegetal. Da cinza é feito o esmalte, onde são banhadas as peças. Produzir o próprio esmalte a partir de materias vegetais é a marca registrada de Hideko, que trouxe a técnica do Japão.


Serviço:

Oma Japanese Experience

CLS 411, Bloco D - Asa Sul
(61) 3245 8235
Horário de funcionamento: Almoço - de terça a sexta, das 12h às 15h. Sáb e dom até às 16h. Jantar - de terça a quinta e dom, das 19h às 23h. Sexta e sáb até às 23h45
@oma_japaneseexperience

 


Todos os direitos reservados - 2014
Política de Privacidade
Termos e Condições
Anúncie Conosco:
SHIS QI 05, Bloco F, sala 122, Centro Comercial Gilberto Salomão
CEP 71615-560 - Brasília - DF - Brasil
Telefone: +55 (61) 3364-4512 | Email: info@gpsbrasilia.com.br