GPS | ARTIGOS

Fala, personal!

Quanto tempo deve durar meu treino? Pedro Guimarães aborda os diferentes tipos de exercícios

Muita gente que começa a praticar musculação acha que precisa passar horas na academia para ter mais resultado. Uma pergunta que sempre fazem é: faço treinos longos e de menor intensidade ou treinos curtos com intensidade alta? O que podemos afirmar é que os treinamentos intensos com menor duração estão ganhando espaço nas academias.

 

Mas o que aconteceu com as corridas de longa duração, as aulas de uma hora e os treinos de musculação que seguiam os conceitos do no pain, no gain? Continuam sendo realizados por fiéis fãs do modelo.

 

O que todos querem saber é se existe diferença na eficiência dos dois formatos. A melhor resposta seria: DEPENDE. Depende do seu objetivo, da sua rotina de vida e principalmente dos seus hábitos alimentares. Se você é uma pessoa que gosta de exercícios que demandam muito tempo como corrida, andar de bike ou aulas de dança, e tem esse tempo disponível para treinar, pode seguir em frente! Agora, se o seu objetivo é emagrecer, ganhar massa muscular ou até mesmo melhorar a saúde, meu conselho é melhorar a alimentação. Atividade física deve ser, de preferência, um exercício que você gosta de fazer. Mas de nada vai adiantar se não cuidar da alimentação, afinal, o velho ditado é verídico: você é o que você come!

 

Outro exemplo bem comum pode ser a pessoa que já se alimenta bem mas não tem o tempo necessário para treinar todos os dias e por isso acaba não criando regularidade nos exercícios. Meu conselho nesse caso é buscar modelos de treinamentos mais curtos e intensos (HIIT) como os treinamento intervalados. Existem protocolos de um, dois ou até quatro minutos que já representam resultados bem interessantes quando falamos em melhoras físicas. Neste caso, treinar duas ou três vezes na semana de maneira intensa seria uma opção extremamente relevante.

 

Então, qual é o seu caso? Você conseguiu entender que não existe treino perfeito?! Tudo depende de como é sua rotina, quais mudanças você precisará fazer ou até mesmo, como vamos adaptar seus treinos. Se tiver tempo e gostar de treinos longos, FAÇA! Se tem pouco tempo para treinar e precisa de protocolos intensos, FAÇA! O importante é treinar. Agora se o objetivo for melhorar o físico, saúde ou performance, a alimentação é quem fará a diferença.

 

*Pedro Guimarães é graduado em Educação Física pelo UniCEUB, pós-graduado pela UniFOA em Fisiologia de Exercício e Personal Trainer, atualmente trabalha como consultor em Atividade Física pela Clínica Metafísicos, além de atuar como Personal Trainer em academias da cidade. (CREF: 8553 G/DF)


Todos os direitos reservados - 2014
Política de Privacidade
Termos e Condições
Anúncie Conosco:
SHIS QI 05, Bloco F, sala 122, Centro Comercial Gilberto Salomão
CEP 71615-560 - Brasília - DF - Brasil
Telefone: +55 (61) 3364-4512 | Email: info@gpsbrasilia.com.br
{slideshow_baner}