GPS | BEM-ESTAR

Dezembro Laranja

Início do verão alerta para o combate ao câncer de pele

O verão, estação que remete a sol e calor, começou nesta quarta-feira, 21. Neste período as exposições solares podem se tornam mais frequentes e os cuidados com pele devem ser redobrados, segundo a dermatologista Danielle Aquino, da Aliança Instituto de Oncologia.

O câncer de pele é o tipo de câncer mais frequente e corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no Brasil. A cada ano 135 mil novos casos são diagnosticados no País, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA). O Dezembro Laranja é uma iniciativa que faz parte do Programa Nacional de Combate ao Câncer da Pele da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

A doença é provocada pelo crescimento anormal e descontrolado de células que compõem a pele. Estas células se dispõem formando camadas e, de acordo com a camada afetada, é possível definir qual o tipo de câncer: não-melanoma ou melanoma.

O tipo não-melanoma é o de maior incidência entre os tumores de pele, menos agressivo e que apresenta baixo índice de mortalidade. Já o tipo melanoma representa apenas 3% dos casos, mas é considerado o mais grave. A dermatologista Danielle Aquino explica que o diagnóstico pode mudar o prognóstico da doença. "Se detectado precocemente, os dois tipos de câncer de pele têm altos percentuais de cura", frisa.

A exposição excessiva ao sol é considerada a principal causa da doença. Em 2016, a SBD, em conjunto com o DataFolha, apurou que 63% dos brasileiros não usam protetor solar no seu dia a dia, ou seja, mais de 95 milhões de pessoas. “A melhor forma de prevenção do câncer de pele é fazer uso diário do protetor solar”, aponta a dermatologista. Entre os cuidados está ainda evitar exposição solar prolongada, principalmente entre 10h e 16h.

"Examine regularmente sua pele e procure imediatamente um dermatologista caso perceba pintas, manchas ou sinais suspeitos", alerta Danielle. O risco é considerado maior para pessoas com pele de cor clara, o que não anula o surgimento de câncer em pessoas negras. A doença é mais comum durante a fase adulta, mas pode surgir na juventude. Histórico familiar também deve ser considerado pois, cerca de 10% dos pacientes com melanoma têm um parente próximo (pai, mãe, irmãos, filhos) com a doença.

Relembre uma campanha da L'Oréal Paris sobre a importância do uso do protetor solar:



Todos os direitos reservados - 2014
Política de Privacidade
Termos e Condições
Anúncie Conosco:
SHIS QI 05, Bloco F, sala 122, Centro Comercial Gilberto Salomão
CEP 71615-560 - Brasília - DF - Brasil
Telefone: +55 (61) 3364-4512 | Email: info@gpsbrasilia.com.br
{slideshow_baner}