GPS | GPS|TOM

Educar sem tabu

COLABORADOR Tom Siqueira   
|   30/11/2016 10:53 ( atualizada 30/11/2016 10:53)   
FOTO Reprodução   
#DesafioDaIgualdade: O que você pode fazer pela igualdade de gênero na infância?

Quando o assunto é “igualdade de gênero na infância”, é preciso ganhar conhecimento, ler e informar – pais, professores, diretores, educadores, todos. Depois, transformar nossos próprios hábitos e comportamentos, arraigados há tanto tempo. E a partir daí, provocar a transformação ao nosso redor, na nossa comunidade e na vida das crianças próximas a nós.



Foi pensando nisso que, a Plan international lançou a campanha #desafiodaigualdade, para promover ações entorno do tema igualdade de gênero na educação de crianças e apoiar com material as comunidades educadoras de todo o Brasil. O site da campanha conta com vários materiais importantes (animação, HQ, minidoc e websérie, além de um caderno de práticas para sala de aula) para download gratuito. Confira os vídeos que separei para esta matéria:

 



Como os adultos não sabem por onde começar e um mundo de confusão permeia o tema, a diretriz geral, em casa, e principalmente nas escolas, é se calar. Principalmente com as crianças. Se alguma situação entre elas emerge – e é claro que ela emerge – a orientação à maioria dos professores é colocar panos quentes e contornar da forma mais “neutra” possível o assunto. “Só que, nesse caso, neutro não existe” – disse Viviana Santiago, gerente técnica de ações sobre gênero da ONG Plan International Brasil em evento sobre igualdade de gênero que aconteceu no último dia 22 em São Paulo:

“SE ACHAMOS QUE ESTAMOS AGINDO DE FORMA NEUTRA, PROVAVELMENTE ESTAMOS REPRODUZINDO A NORMA VIGENTE, QUE É A DO PATRIARCADO”. Viviana Santiago.

Trabalhei numa das maiores instituições de ensino do Brasil e percebi que uma das grandes confusões que é feita sobre o tema, e que nos distância do assunto, é misturar tudo com sexualidade, obrigatoriamente. Não se diferencia propriamente sexo, identidade de gênero e orientação sexual. Tudo isso aliado inúmeras crenças e mitos que permeando o tema, dificultam, e muito, se livrar de amarras e guiar as crianças. É preciso debater o tema com mais profundidade e responsabilidade, ouvindo não só os pais e diretores das instituições de ensino, mas ampliando o debate numa escala macro que abranja também o indivíduo, que geralmente, ocupa o lugar apenas de receptor.

Vale pensarmos mais a respeito...


Todos os direitos reservados - 2014
Política de Privacidade
Termos e Condições
Anúncie Conosco:
SHIS QI 05, Bloco F, sala 122, Centro Comercial Gilberto Salomão
CEP 71615-560 - Brasília - DF - Brasil
Telefone: +55 (61) 3364-4512 | Email: info@gpsbrasilia.com.br