GPS | ARTIGOS

Fala, personal!

Conheça 3 métodos de HIIT para colocar em seus treinos indicados pelo preparador físico Pedro Guimarães

Olá leitores,

Já publiquei em alguns artigos anteriores sobre a eficiência dos treinos HIIT, sigla vinda da língua inglesa que significa em português treinamento intervalado de alta intensidade, nos programas de emagrecimento e controle do peso corporal. Agora, constantemente, surgem inúmeras dúvidas sobre como fazer e qual protocolo adotar nos treinamentos para que realmente os benefícios da atividade possam ser observados.

Como fazer?

Geralmente, a dúvida mais comum é sobre onde você deve fazer. Não existe nenhuma regra no que se refere a onde os protocolos devem ser feitos, mas é totalmente relevante escolher uma modalidade que te ofereça, principalmente, segurança durante os estímulos. Quando falamos de HIIT estamos falando de séries de esforços máximos, portanto, se você estiver em um local que não seja seguro ou estável a probabilidade de gerar um acidente é maior. Eu sempre recomendo usar corda naval, bicicleta ergométrica ou até mesmo tiros na rua ou em parques.

Qual protocolo devo fazer?


Existem vários protocolos que já apresentaram sua eficiência nos estudos científicos. Basta entender o que é mais interessante você adequar na sua rotina de exercícios.

PROTOCOLO DE TABATA

Provavelmente o protocolo mais conhecido. Consiste em um aquecimento prévio (recomendo cerca de 3 a 5 minutos de atividade moderada) seguidos de 7 a 8 estímulos de 20 segundos de duração intervalados por 10 segundos de repouso passivo.

PROTOCOLO GIBALA

No campo da ciência também é um protocolo bastante famoso. Baseado em um aquecimento prévio seguido de 10 tiros de 60 segundos em máxima intensidade com intervalos passivos ou ativos também de 60 segundos.

PROTOCOLO TIMMONS

Protocolo um pouco mais “palpável” pois tem sua proporção entre o estímulo e recuperação um pouco mais interessante. Basicamente, após um aquecimento o praticante pedala 2 minutos com uma intensidade leve e na sequencia faz um estímulo máximo de 20 segundos, repetindo o ciclo por 3 vezes.

Acho que enquanto estavam lendo os protocolos puderam ver que o tempo dos treinos são bem curtos e podem estar se perguntando se somente isso poderá te ajudar. Minha sugestão é... Tente ao menos completar um desses protocolos de maneira realmente intensa e aí me diga se o tempo importa. A sensação pós exercícios de alta intensidade é única, algo como “a luz no fim do túnel”. Portanto, cuidado. Um dos grandes “problemas” para o uso do HIIT é a baixa aderência, sobretudo, por falta de conhecimento de como utilizar de maneira inteligente dentro do seu plano de treino. Então, procure seu professor e converse com ele sobre a inclusão de algum protocolo na sua rotina. Isso pode te ajudar na conquista de objetivos!


**Pedro Guimarães é graduado em Educação Física pelo UniCEUB, pós-graduado pela UniFOA em Fisiologia de Exercício e Personal Trainer, atualmente trabalha como consultor em Atividade Física pela Clínica Metafísicos, além de atuar como Personal Trainer em academias da cidade. (CREF: 8553 G/DF)


Todos os direitos reservados - 2014
Política de Privacidade
Termos e Condições
Anúncie Conosco:
SHIS QI 05, Bloco F, sala 122, Centro Comercial Gilberto Salomão
CEP 71615-560 - Brasília - DF - Brasil
Telefone: +55 (61) 3364-4512 | Email: info@gpsbrasilia.com.br