GPS | ENTREVISTA

Camaleão do Cerrado

POR Sonia Vilas Boas   
|   07/10/2016 11:50 ( atualizada 07/10/2016 11:50)   
FOTO Luara Baggi   
Convidado VIP! GPS|Brasília bate-papo com o ator Rainer Cadete no lançamento da 3ª edição da GPS|Miami

Ele é brasiliense, mas tem alma de pipa avoada. Entre voos Rio, Brasília e São Paulo, Rainer Cadete aos 29 anos se desdobra para ser o exímio ator e pai que é. Com 18 anos partiu rumo à Cidade Maravilhosa em busca de um sonho que foi alimentado alí na W3, durante suas aulas de teatro no Espaço Cultural Renato Russo. “Minha vida aqui foi bem de estudante. Estudei no Elefante Branco, fazia CIL, fazia CIEF. Frequentava muito o Parque da Cidade, os shows no Pátio Brasil”, conta com tom de saudosismo.

Fazendo comparação aos seus anos em Brasília, o ator lamenta a falta de incentivo público na formação de artistas, o descaso e o abandono dos grandes centros culturais da cidade. “Fico muito triste em saber que hoje o Centro Renato Russo não funciona como funcionava na minha época, assim como o Teatro Nacional e tantos outros espalhados por Brasília.” E deixa seu apelo “Espero de coração que alguém tome uma providência. Porque os jovens de hoje em dia não tem o mesmo contato que eu tive com o teatro. Aqui não tem nem um lugar que se possa estudar com o incentivo público. Isso me entristece muito”.


Rainer e Pietro

Sempre que encontra tempo no intervalo das gravações e dos vários trabalhos que faz, Rainer passa um tempo na Capital. Pai de Pietro de nove anos, ele conta que adora levar o primogênito no cinema, no boliche e curtir o Lago Paranoá praticando SUP. “Gosto desse povoamento do lago. As pessoas tem que ter direito de curtir a orla também.” 

Questionado sobre como lida com a saudade da família e dos amigos que deixou aqui, Rainer conta que é um sentimento que precisa se acostumar a ter. “A profissão que eu escolhi para minha vida tem essa grande questão. Costumo dizer que nós artistas moramos na nossa mala, para onde o trabalho leva, a gente vai. Então é algo que eu aprendi a lidar”.

Envolvido com a arte desde pequeno, hoje Rainer usa sua influência para trazer grandes espetáculos para Brasília. Responsável pelo centenário de Nelson Rodrigues e Vinícius de Moraes, que contou com a participação dos cantores Ellen Oléria e Paulinho Moska, ele conseguiu transformar todas as ações em um produto de audiovisual que foi distribuído em escolas públicas para cinco mil crianças. “Sempre que vejo que Brasília ficou fora desse circuito cultural, eu dou um jeito de trazer para cá”.

Dança dos famosos


Rainer e a bailarina Juliana Valcézia


Além dos vários papeis que marcaram sua carreira, Rainer tem se destacado aos domingos no quadro Dança dos Famosos no Domingão do Faustão. Em sua última apresentação, o ator surpreendeu o público com muito gingado no funk, e usou o ritmo como pretexto para mudar um pouco o visual. O hair stylist Fabio Fernandes foi quem cuidou da transformação.

Totalmente platinado, fãs e seguidores causaram alvoroço nas redes sociais. Até trending topics o rapaz virou com a novidade. “Tenho amado o desafio de dançar. Sou um amante da música e um forrozeiro, se você colocasse uma música agora eu saia rodopiando por aqui”, brinca.


Antes e depois

Várias faces de Rainer


Rainer como advogado Rafael de Amor à Vida, o booker Visky de Verdades Secretas e o cafajeste Celso de Êta Mundo Bom


Para Rainer existem vários tipos de artistas, mas basicamente dois. Os de personalidade e os camaleônicos. E ele se identifica bastante com os camaleônicos, prova disso foi o choque do público ao saber que Rainer, que tinha acabado de viver o advogado Rafael na novela Amor à Vida, era a mesma pessoa que estava fazendo o Visky em Verdades Secretas. “Os atores de personalidade são aqueles que você sempre vê a personalidade dele antes de ver o personagem, e os camaleônicos são aqueles que se reinventam e causam confusão no público, e eu busco sempre fazer isso no meu trabalho”.

Questionado sobre como foi a transição do Rafael para o Visky, Rainer fala sobre os desafios e a delícia que foi aprender tantas coisas novas. “Me preparei por seis meses para viver o Visky. Fui para a Espanha, fiz aulas de passarela, de stiletto, aprendi a andar de salto, assisti RuPaul’s várias vezes para pegar referências. Enfim, foi o trabalho que eu mais pude me preparar e sou muito feliz por ter feito”.

Planos para o futuro

Recém-saído das telinhas, Rainer pretende voltar aos palcos no ano que vem. “No momento estou dedicado à Dança dos Famosos. Mas em 2017 tem bastante novidade. Nada que eu possa contar ainda, mas podem aguardar muita coisa bacana”.


Todos os direitos reservados - 2014
Política de Privacidade
Termos e Condições
Anúncie Conosco:
SHIS QI 05, Bloco F, sala 122, Centro Comercial Gilberto Salomão
CEP 71615-560 - Brasília - DF - Brasil
Telefone: +55 (61) 3364-4512 | Email: info@gpsbrasilia.com.br